05 maio 2016

E a Luiza nasceu !!!


No dia 29 de abril de 2016, às 19h10, com 3,4kg e 49cm, Apgar 9 e 10, nasceu a Luiza, irmã do Luquinha, minha filha e do Igor. Chegamos na maternidade no início da tarde, eu, Luquinha, Igor e minha mãe. Logo depois, minha prima Vê chegou e, então, várias outras pessoas começaram a chegar: dinda Aline (do Luquinha), vovó Lucimar, vovô Luiz, tia Nanda, dinda Fê (da Lulu), tio Cassiano, vovô Fernando, tio Zé... e depois ainda chegaram mais amigos, o dindo Gordo (Lulu), tio Dudu, tia Ana Clara e tia Giuli. Foi uma festa. Infelizmente - ou felizmente porque uma cesárea não é mole, não -, quando voltei para o quarto todos precisaram ir embora. E ficamos somente eu, Igor e Luiza, que já passou a noite com a gente. E que noite! Eu, totalmente comprometida por causa da cesárea, e Igor tendo que levantar o tempo todo para pegá-la para colocar no meu colo para mamar. Foi cansativo, mas no dia seguinte ela já estava mais tranquila. Nascer é realmente muito cansativo. É muita novidade para uma pessoinha que ainda nem pode falar para expressar o que está sentindo. <3 

No dia seguinte, Luquinha foi nos ver com minha mãe e minha sogra. E recebemos a visita da Dada, tia Simone, Genera, dinda Fê, dinda Aline, dindo Luismar, vovô Luiz, dindo Rafa (Luquinha), tia Heda, tio Duda, tia Ique, tia Vanessa e tia Bia. No terceiro dia, tivemos alta cedo da maternidade. Estava bem frio e nublado. Vovó Helena e Luquinha foram nos buscar na maternidade. E fomos todos para casa. 

Amanhã Luiza faz uma semana de vida e hoje é o quinto dia que está em casa. Neste período, já tivemos adaptações importantes e estamos em constante mudança, sempre para melhor. A relação do Luquinha com a Luiza e conosco está sendo minha maior preocupação essa semana. Não tem mama, não tem madrugada, não tem cirurgia... nada é mais difícil do que lidar com a adaptação de sentimentos do Luquinha. 

Ele é um poço de carinho! Quer fazer parte de cada etapa, chega do colégio e vai direto falar com ela, dá mil beijos, quer fazer carinho, é um fofo mesmo!!! Mas está sentindo, principalmente por causa das mamadas, que são muitas. O que eu faço? Me viro nos 30 para não deixar a atenção faltar para ele. Sento do lado para desenhar com ela mamando mesmo, brinco de jogo da memória, quebra-cabeça, tudo o que for preciso para que ele se sinta atendido em suas necessidades diárias! Esse tópico merece um post só dele... em breve. ;)

Somente hoje consegui dar um jeito na casa. Estava uma bagunçaaaaa. Estava quase pedindo para sair. hahahaha Hoje não aguentei. Deu a louca e comecei a arrumar tudo. Esse assunto também merece um post só dele. Em breve, por aqui. rs 

Nenhum comentário:

Postar um comentário