26 abril 2016

#4 tarefas antes do parto


Em tese, Lulu já está pronta para vir ao mundo. E foi somente nas últimas semanas que eu comecei a entender que estava chegando a hora. Muitas coisas por fazer, fui correndo com tudo feito uma doida. rs Não lembro de ter sido assim, tão corrido, com Luquinha, embora seja a minha cara deixar as coisas pessoais para cima da hora. Entre muitos detalhes pertinentes ao nascimento de um bebê, principalmente quando este bebê é uma menina, o que virou prioridade:

1 Preparar a mala da maternidade (minha e dela)

Usei as mesmas malas que usei quando o Luquinha nasceu. Uma mala de mão que tenho e uso em toda viagem, e uma mala da Kipling que comprei quando estava grávida dele. Cabe tudo o que precisamos, até mais. Era a bolsa que eu usava quando Luquinha era bebê, para sair. Sem mistérios, o que empacotei foi:

Minha mala

Três pijamas confortáveis e bonitos o suficiente para receber as visitas na maternidade (um deles é uma calça e blusa, mas os outros dois são camisolas junto com o robe);
Uma pantufa e um chinelo;
Calcinhas confortáveis para a (alta) probabilidade de cesária;
Sutiãs para amamentação);
Absorvente (comum porque ninguém merece aquela coisa gigante pós-parto);
Necessaire (com shampoo, condicionador, sabonete, escova e pasta de dente, no mínimo);
Roupa para sair da maternidade (pode parecer óbvio, mas não pensei que era preciso uma roupa específica para amamentar na primeira vez... a sorte é que amamentei antes de sair e chegamos logo em casa... era um macacão, super difícil de tirar kkkkkk).

Mala da Luiza

seis conjuntos de roupinha completa, com meia, calça, body, casaquinho, luva e manta (dessa vez coloquei nos saquinhos com etiquetas explicando qual é a ordem do uso... da outra vez também não pensei nisso, e nem conversei com ninguém sobre o assunto, então o Igor ficou perdidinho, sem saber qual roupa usar em cada ocasião... rsrsrs);
Fralda RN;
Pomada;
Fraldas de pano.

No mais, desta vez não teremos lembrancinhas de maternidade. Da outra vez ganhei, adorei, era uma toalhinha fofa escrita "Lucas", presente da tia Carmen, grande amiga da minha sogra. O que fiz desta vez foi encomendar bombons de uma amiga, que estarão disponíveis para as pessoas pegarem na hora de sair do quarto. Só um carinho... Nada de extravagante! ;)

2 Preparar os cômodos para receber a Lulu

Berço do quarto que dividirá com Luquinha 
Berço de camping que ficará no nosso quarto 
Carrinho que ficará na sala 
Carrinho guarda-chuva para quando ela crescer um pouquinho (mil vezes mais prático) 
Bebê-conforto / car seat, que a esta altura já está até instalado no carro 
Balancinho 
Cadeirinha 

Por que tanta coisa? Porque com o Luquinha foi assim e deu super certo. Ele dormir em qualquer lugar da casa, a qualquer hora. É claro que não espero (só um pouquinho hahahaha) que ela seja igual a ele neste sentido... Luquinha sempre dormiu bem. Mas acredito que isso possa ter ajudado. Ele não dormir só no berço ou só no carrinho, ou só no berço de camping. Onde íamos, colocávamos ele para dormir. Com ou sem claridade, com ou sem barulho. Foi algo que parece termos acertado, por isso não custa nada repetir a dose. ;)

3 Cômoda com roupinhas lavadas para os três primeiros meses

Quase que dei mole com isso aqui! Como ganhei quase 100% das roupinhas da Luiza, elas vieram todas super limpas e cheirosas e prontas para serem usadas. Mas as dos três primeiros meses, eu quase não ganhei, comprei quase tudo. Ou seja, era preciso lavar e só me dei conta há cerca de duas semanas. Corri para lavar tudo e consegui, está prontinho, na cômoda, pronto para ser usado. Em vez de deixar no armário dela, longe de onde a trocaremos, coloquei tudo o que vamos precisar na primeira gaveta da cômoda (que compramos para seu nascimento), que é bem grande. Além das roupinhas, temos fraldas (na segunda gaveta), pomadas e outras coisinhas que podemos precisar.

4 Fraldas

Deixei o chá de fraldas também bem para o final. No trabalho, minhas amigas produziram um, e para a família fiz aqui no play. Com os amigos de infância fiz no meu aniversário e para o chá da família, além dos amigos do Igor, que não se enquadravam nos chás anteriores, também vieram a tia Ique e dinda Fê. Ganhamos fraldas suficientes para 1 ano e 3 meses, justamente igual ao que ganhamos quando fizemos os chás do Luquinha. O cálculo é simples: oito fraldas por dia até o terceiro mês e seis fraldas por dia daí em diante. Se o bebê vai para creche, acaba gastando mais... Mas a verdade é que o cálculo que fizemos para o Luquinha bateu certinho com o tempo que durou, de fato.

Desta vez, uma coisa bem legal é que ganhamos alguns vale-fraldas das Lojas Americanas. Não tivemos esse problema com Luquinha porque bateu direitinho, mas acontece muito de acabarem as fraldas Ps e você ainda precisar, mas não conseguir trocar... Se acontecer, basta usarmos os vales.

--

Esses são os pontos mais importantes. No mais, no campo das ideias, a preparação acontece desde o momento que soubemos da gravidez. O mais importante nesta jornada tem sido preparar o Luquinha com o que está por vir. Será uma grande mudança na vida dele. Luquinha é muito carinhoso e tende a ver somente o lado bom das coisas (é o que esperamos de uma criança <3 ). Então tentamos tornar um pouco mais real. Algumas atitudes importantes que tomamos por instinto:

procuramos não falar sobre a gravidez o tempo todo e toda vez que falávamos, era num contexto em que ele também estava presente e era, junto com ela, o ponto principal da conversa;
reforçamos bastante que os primeiros meses ela só vai dormir e mamar, para não criar a expectativa de que ela vai sair da barriga brincando com ele;
reforçamos também que quando ela crescer um pouquinho vai tê-lo como exemplo, querendo fazer tudo o que ele faz, às vezes até atrapalhando sua brincadeira e, por isso, precisaremos ser todos bastante pacientes e carinhosos;
não batemos muito nesta tecla, mas ele mesmo disse inúmeras vezes que a amará como nos ama. Depois que percebemos essa iniciativa dele, passamos a reforçar isso também. Porque é lindo e porque foi natural!

--

É claro, isso tudo aí em cima é teoria. O que vemos acontecendo na prática, com a chegada do segundo filho, é muita bagunça, culpa e dificuldades... Superadas pelo amor que multiplica. Estamos cientes e faremos o possível para seguir com a mesma união, força e respeito que sempre tivemos aqui em casa. ;)

3 comentários:

  1. Ainnnnnn, eu queria tanto te abraçar, tanto fazer parte desse seu momento de forma mais efetiva... O Luquinha será um lindo com a irmã, assim como Benjamin. Na minha próxima ida ao RJ, quero muito visitá-los. ótima hora pra vc, Ju, tudo de incrível e mágico nessa hora. super beijo

    ResponderExcluir
  2. Amor. Tem tanto amor em tudo o que vc escreve...bj

    ResponderExcluir