16 setembro 2014

{{ México 2014 }}


Chegamos hoje do México, da casa da dinda Camila, minha amiga queridíssima que eu tanto amo e que está morando na Cidade do México há pouco mais que quatro anos. Não tem tanto tempo assim que não nos vemos, ela vem ao Brasil todo fim de ano e conseguimos passar um tempo juntas. Desde que Luquinha nasceu, então, ela curte tanto ele - e ele curte tanto ela -, que estes dias são preciosos. E não foi diferente no México. Foram quatro dias de muita diversão!

O planejamento da viagem foi engraçado. Alguns dias antes de irmos para lá, a Camila nos mandou um e-mail nos relatando uma série de "contras" para nossa ida. Não que ela não quisesse que fôssemos, justamente o contrário, ela estava realmente muito ansiosa. Mas queria ter certeza de que estávamos cientes do que poderíamos enfrentar. Basicamente: chuva, vento, frio, tempestade e possíveis tremores de terra, mais conhecidos como terremotos. 

Como escolhemos o destino da viagem das férias justamente para visitá-la, não importava se tudo isso acontecesse e tivéssemos que ficar em casa. Mas não foi o que aconteceu. Nenhum tremor na terra, chuva somente nas últimas horas que passamos lá.

Fomos à casa da Frida Kahlo (e do Diego Rivera, to be fair); jantamos fora num restaurante delicioso (aliás, neste dia também choveu, mas foi à noite, não atrapalhou nenhum plano); fomos ao parque de diversão Six Flags (onde não só o Luquinha se divertiu demaisssssss da conta, como eu e Igor também); jantamos um jantar delicioso preparado pela Camila; conhecemos o Centro da Cidade do México com direito à toda a bagunça que antecede as comemorações do dia da independência (e, mesmo assim, conseguimos ainda ver o Templo Mayor); conhecemos um pouco da comida mexicana de verdade (segundo a Camila, a comida mexicana que conhecemos aqui é o que eles chamam de Tex Mex, uma comida mexicana americanizada); almoçamos na feira no domingo e conhecemos o mercado de artesanato de Coyoacan. 

Mas, o principal, tivemos a chance de passar alguns dias inteirinhos com a Camila. Exatamente como foi minha viagem para Nova York com ela no ano passado. Sendo que, desta vez, tínhamos conosco o Lucas, o Igor e o Ulisses! E, para mim, o mais bacana foi ver como Luquinha se divertiu com a Camila e com o Ulisses e com Tuna e Chucho, os gatos deles. Ele se divertiu tanto que, mesmo sentindo saudade de casa e tendo dito isso com todas as palavras para o Igor, ele ficou na dúvida quando perguntamos, na última etapa do voo, se queria voltar para a casa da dinda Camila ou ir para casa. :)

No fim das contas ele quis ir para casa. Mas o carinho em seu olhar e em suas palavras foram mais que suficientes para me deixar imensuravelmente feliz. :)

No mais... quando estávamos indo, eu estava me recuperando de uma gripe e ficar no avião durante nove horas não só me fez piorar, como fez com que o Luquinha ficasse mal também, Ao chegarmos, ele estava cheio de plaquinhas brancas nas amídalas. Graças à Camila, conseguimos agendar uma médica pediatra particular, fomos nela que examinou por completo o Luquinha, como a Dra. Márcia faz aqui. Ele realmente estava com infecção na garganta e ela receitou antibiótico para ele. Antibiótico este que ela lhe deu dois frascos, além de uma Novalgina, caso a febre aparecesse, e Loratadina para mim, que estava alérgica, além de gripada. Tudo isso pela bagatela de mais ou menos 80 reais. 

O primeiro dia foi complicado, mas logo começamos a melhorar. E agora estamos quase curados. rs 


Nenhum comentário:

Postar um comentário