24 setembro 2013

5 ansiedades pré-viagem

Há duas semanas, eu e Igor completamos cinco anos de casados. Não tivemos ainda uma comemoração com "c" maiúsculo, por assim dizer, mas como iremos tirar férias juntos em outubro, podemos comemorar neste tempo. Vamos viajar, só nós dois. E eu não tenho dúvidas de que será uma viagem boa. Mas...

  1. Só de pensar que passei os últimos dois finais de semana trabalhando e que nos próximos dois estarei em viagem, sem o Luquinha, meu coração dói como se estivesse sendo martelado. E dá vontade de chorar;
  2. Sabe aquele papo de que "vai ser bom para vocês, todo casal precisa de um tempo juntos sozinhos"? Então... Ainda não consegui entender o sentido desta afirmação;
  3. Dizem ainda que eu vou sentir muito mais a distância do que ele, que continuará feliz e contente, indo à escola, brincando com a Nana (Nandinha), passeando com as vovós, com os dindos... Mas, ainda assim, posso jurar que ele vai ficar mega triste e chateado da mamãe passar tanto tempo longe dele;
  4. Eu não tenho síndrome do Pânico. Sei que não tenho porque o medo nunca me impediu de fazer nada. E, pelo pouco que sei, a Síndrome se configura quando você passa a ter prejuízos em sua vida. Contudo, depois que o Lucas nasceu, eu cismo de pensar sempre em alguma desgraça. Quando estava nas minhas primeiras férias deste ano no aeroporto, pronta para pegar o voo de volta, comecei a chorar pensando que se acontecesse algo com o avião eu morreria com toda aquela saudade contida no peito que eu estava dele. E agora, que a viagem se aproxima, começo a pensar na mesma coisa. Eu sei, é um pensamento horrível, mas eu não consigo controlar. Ele surge na minha cabeça. Acho que vou tomar dois Dramins antes dos voos rsrsrs Assim não tenho tempo de pensar em nada;
  5. Está sendo muito mais difícil me preparar para esta viagem do que foi para me preparar para a viagem do início deste ano (quando passei 10 dias fora, numa viagem com minha melhor amiga). Falando assim, parece a viagem do início do ano foi um caos. Não foi, eu me diverti muito e ela foi fantástica! Mas no último dia eu já não me aguentava mais de saudade. E esse foi o sentimento que prevaleceu na memória. 

Acho que o melhor é não pensar em nada, deixar o tempo passar normalmente e aproveitar cada segundo com Luquinha antes e depois da viagem. Ele estará sob os cuidados das duas avós ao mesmo tempo, mais o vovô Luís. Tem como ficar ruim? Não, né! ;)

Luquinha dormindo na casa da vovó! Vai adorar esses dias sendo mimado pelas duas avós ao mesmo tempo. Que delícia!!! :)


3 comentários:

  1. Parabéns pelas bodas!!! Entendo perfeitamente toda essa angustia. Eu já viajei algumas vezes sem o Daniel e tive os mesmos sentimentos. A gente fica muito mais medrosa mesmo...e uma culpa enoooooorme de deixar o pequeno por mais que a gente saiba que ele estará sendo muito bem cuidado. Mas, eu e meu marido gostamos muito mesmo de viajar e como a gente sente muita falta de passarmos um tempo a sós, 2x por ano a gente viaja por uns dias sem o Dan. Não vou dizer que é fácil, mas, pra gente faz muito bem. Eu gosto, meu marido gosta e pronto. Tem muito casal que não sente essa necessidade e não passa nem um fds longe dos filhos. Eu respeito mas não sou assim. Fizemos uma lua de mel de 5 dias em abril e faremos outra em novembro. Todas as outras viagens que fizemos e ainda faremos Dan vai junto. Para nós, equilibrar isso é essencial. Mas cada familia se entende de um jeito. O importante é VOCÊ estar confortável com isso.
    Mil beijos e boa viagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Myriam!! É exatamente o que vc disse! Apesar desse turbilhão de sentimentos, eu também acho que vale a pena a viagem! Vamos ver como será, mas eu tenho a sensação de que todos sobreviveremos bem. rs Outro dia eu falei aqui da importância que eu dou à independência do Luquinha. Mas essa independência minha, como mãe, também é importante. Eu sei disso. ;) Acredito que quando estivermos lá curtindo a viagem, tudo isso será amenizado. rs Assim eu espero! kkk Beijosss

      Excluir
  2. Olha Ju....sou sua fã. Sério, estou te admirando ainda mais por isso. Eu não teria coragem. Sério! Assim como não tinha pra deixar ele dormir sozinho e foi depois de ler um post seu que me entusiasmei e deixei ele dormir na casa da tia. Ok, que foi uma única vez até agora. Mas outros dias desses virão. Agora viajar sem ele é algo pra mim inimaginável ainda. Apenas a trabalho eu consigo de boa, com o coração menos apertado. rs Admirável sua coragem. Curta muito a viagem! E venha nos contar detalhes desse lugar lindo! Vou acompanhar tudo pelas redes sociais. Com certeza vou me espelhar em vc futuramente. rsrsrs
    beijossss

    ResponderExcluir