08 agosto 2013

Uma palavra sobre a festinha de aniversário

Amo festa de aniversário. Antes que pareça que eu fico pensando na festa do filho o ano inteiro (como se não ficasse) rs, queria deixar isso claro. Adoro comemorar o meu e confesso que tenho deixado a desejar nas minhas comemorações nos últimos dois anos. Acho que é porque estou guardando forças para a comemoração dos 30 (adoro datas redondas), em 2015.

Mas me divirto muito planejando a festinha do Luquinha. Grande ou pequena, só de ficar imaginando já fico feliz. Ano passado foi tudo perfeito, como eu contei aqui. Neste ano, quando comecei a me empolgar para fazer um festão, minha mãe veio com uma declaração.. E eu até conseguiu ouvir o fuenfuenfuenfuen ao fundo... rs Ela e o Igor, meu marido, não acham necessário fazer uma festa grande, gastar muito $$ com isso. Acham besteira. O que minha mãe disse foi: eu queria entender este trauma que a Julia tem com festa de aniversário. Só porque ela não tinha grandes festas quando era criança, quer fazer para o Lucas?!

Achei engraçado e ri. Entendo minha mãe. Mas eu não tenho trauma nenhum. Pelo contrário. Minhas festas de aniversário eram o máximo e eu lembro de várias delas. Eram sempre em casa, com poucos convidados, mas cheia de pessoas especiais.

Decoração: balões;
Mesa do bolo: bolo e docinhos, como brigadeiros e beijinhos;
Animação: crianças;
Lembrancinha: na maior parte das festas não tinha, mas lembro de uma em especial que tinha, dos meus seis anos, era uma festa do Moranguinho. Minha avó fez um bolo lindo! Era a casa da Moranguinho. A lembrancinha era um saquinho de doces;
Alimentação: Cachorro-quente, refrigerante e cerveja para os adultos.

E eu era tão feliz com elas, que nem eu entendo essa vontade de fazer festa grande para o Luquinha! rs

Acho que são várias coisas envolvidas. Primeiro que eu tenho várias amigas com filhos em idades próximas do Lucas que fazem festa. Elas nos convidam todos os anos e eu sinto vontade de retribuir este carinho. Em segundo lugar, é muito bom ver nossa família reunida com pessoas que gostam da gente, que fazem parte da nossa vida! Este encontro é super especial. E criar este elo com as crianças, filhos dos amigos, é bacana também! E em terceiro e último lugar, a oferta de produtos e serviços para festas infantis é enorme. São tantas coisas legais, bonitas, que dá vontade de fazer tudo!

Mas vamos lá, vamos pensar racionalmente. Minhas festas existiam, o que já é o máximo. A realidade da maior parte dos brasileiros não permite uma festa de aniversário. E eu sou extremamente grata por todo o esforço que minha família fez para que minhas festas acontecessem. Eu tenho ótimas lembranças delas! Quase sempre eram as mesmas crianças: eu, meu irmão, Xande (primo), Dani (primo) e Lu (prima de consideração, como sempre a chamei). Nossos pais são amigos de infância, e continuam sendo! Xande, Dani e Lu continuam sendo muito importantes na minha vida, por mais que não nos vejamos com frequência.

Por que, então, fazer uma festona ($$$) para o Luquinha? Por que parcelar em 12x? Não me importo em me endividar pela felicidade dele. Jamais. ;) Mas a questão é que a felicidade dele independe deste investimento.

Continuo achando o máximo as festonas que vamos, continuo achando lindo cada detalhe e continuo acreditando que vale a pena o investimento quando você tem como investir!

Mas concordo com minha mãe e com o Igor. Não tem porquê nos endividarmos para fazer uma festona para o Luquinha, quando podemos fazer um bolo, com cachorro-quente e suquinho para a família.

Além disso, estresse zero. Sou a favor. Quase enlouqueci na festinha de um ano do Lucas.

Isso não quer dizer que não haverá dicas e detalhes especiais! Estou vendo muitas coisas bacanas do Pinterest e vou contando aqui no blog as escolhas que estamos fazendo!

Um comentário:

  1. a melhor coisa a fazer em caso de festas é contratar um buffet infantil, ou usar o seu salão de festas, mas com uma festa produzida por uma empresa, aí não existe trabalho para vc., eles arrumam, servem e desmontam.... mais dinheiro, mas vale a pena. bjo

    ResponderExcluir