27 agosto 2013

90% da população brasileira dá leite de vaca a crianças com menos de 12 meses #poderdeaprender

Eu já imaginava que era um número tão grande assim e até comentei isso em um blog que falava sobre amamentação num dia desses. Para mim, o maior problema relacionado à não amamentação no Brasil é este. Ainda vivemos em um país com um abismo enorme entre as classes sociais e, sim, a maior parte de nós não tem acesso à informação, não tem plano de saúde, não tem médico para ficar tirando dúvidas e não tem acesso à educação, que leva ao acesso à instrução. E, é claro, não tem dinheiro para comprar o leite para crianças com menos de um ano. Nós sabemos, é caro. 

É por isso que o governo investe tanto na campanha a favor da amamentação. Porque ele está investindo na saúde das crianças, que têm problemas gravíssimos ao ingerir leite de vaca antes dos 12 meses. E eu acho bacana. O governo tem que apoiar mesmo! É saudável, é uma delícia não só para o bebê, mas também para a mãe, e é de graça! 

Ok. Este é um ponto e é, sim, o mais importante. Dito isso... 

Hoje estive, a trabalho pela Approach, num evento da Mead Johnson Nutrition, na Casa Julieta de Serpa, aqui no Rio de Janeiro. Elá é atendida por São Paulo, mas, como o evento era no Rio, nós, da equipe de Saúde aqui no RJ, fomos lá dar um apoio.




O Dr. Marcelo Reibscheid, pediatra, fez uma apresentação sobre a importância do DHA no desenvolvimento mental da criança até os cinco anos. 

“Primeiro, o bebê precisa enxergar, ouvir e se comunicar para, depois, conseguir desenvolver as funções cognitivas como a concentração e memória. Como a maturidade neurológica demora de 5 a 10 anos para se completar, os neuronutrientes são importantes em todas as fases, principalmente durante os primeiros cinco anos de vida, pois é quando se forma 85% do cérebro.”

O DHA é uma gordura que desempenha uma função essencial no crescimento e desenvolvimento mental. Nosso organismo não produz este nutriente. Além de ajudar bastante no desenvolvimento psicomotor, ele também traz benefícios para a visão. São indicadas, para bebês acima de um ano até crianças de cinco anos, 70mg/dia. 

Entre os alimentos, o DHA é encontrado principalmente nos peixes de água profunda, como o salmão, a sardinha e o atum. "São 1840mg/100g de salmão, 870mg/100g de sardinha e 1150mg/100g de atum". O problema é que quase todo salmão que compramos no Brasil é criado no Chile, e não vem de águas profundas. Então, seria melhor focar na sardinha e no atum, para uma maior absorção de DHA. Ainda assim, há estudos que indicam que menos de 10% do ômega 3 presente nos alimentos é convertido em DHA.

É aí que entra o produto da Mead Johnson Nutrition, o Enfagrow. Trata-se da primeira fórmula infantil com DHA. A cada 200ml, são obtidos 19mg de DHA. Os pediatras indicam leite quando o bebê acorda e antes dele dormir. Seriam cerca de 40mg. Os demais necessários seriam obtidos através da alimentação (ou numa terceira mamadeira).

Durante o evento, uma das blogueiras perguntou sobre seu filho, que tem três anos. Se ele começasse a tomar agora, teria benefícios? Em quanto tempo? Sim, terá benefícios e eles podem ser percebidos de 45 a 60 dias, caso tenha uma ingestão diária. 

Sim, eu sei, quando éramos crianças/bebês nossos pais nem sonhavam em saber o que era DHA. E para ser sincera, eu tive o Luquinha há cerca de dois anos e também nunca tinha ouvido falar. Mas confesso que fiquei muito curiosa em saber como ele funciona no organismo e quais benefícios eu perceberia no Luquinha caso ele começasse a tomar este leite! Vou fazer um teste! ;)

*****

Sobre os bastidores do evento

Conheci a dona de um dos blogs que eu tenho mais apego, o Bossa Mãe! A Gabi é exatamente como eu imaginava! Simpática até dizer chega, ótimo papo e uma fofa!!! Na verdade, só nossos corpos se conheceram ali, porque a Gabi já é amiga! rs ;) Essa vida virtual tem suas qualidades.


Reencontrei a Chris, do Inventando com a Mamãe, blog que eu adoro, apesar das filhas dela estarem com bem mais idade que o Luquinha. ;) Eu me divirto com as criações dela com as filhas, e com os passeios e viagens em família!

Também bati um bom papo com a Mari Setubal, editora da Pais & Filhos! É muito legal para nós, assessores, quando encontramos pessoalmente com os repórteres! Nos falamos tanto por e-mail e telefone, às vezes este encontro nunca acontece pessoalmente. Mas quando acontece, parece que nos conhecemos há tempos!

Conheci as mães autoras do Mundo Ovo, Patrícia, Camila e Mariana! As três são uns amores e, como o blog já mostra diariamente, têm um papo super gostoso!

Eram muitas blogueiras no evento e eu fiquei feliz em conhecer todas! Uma pena não ter conseguido conversar com todas elas, mas oportunidades não faltarão, não é mesmo?

ps. um agradecimento especial à equipe de São Paulo da Approach que me proporcionou essa manhã tão agradável e cheia de informações interessantes!!!

3 comentários:

  1. Li sobre isso e fiquei super curiosa!!! Vou falar com a pediatra do Dan...gostaria de entender melhor...o que vc achou, Julia? Vc se convenceu ou é marketing??

    ResponderExcluir
  2. Oi, Myriam!! Então, eles são clientes da empresa onde trabalho e isso poderia me deixar numa posição parcial. rs Mas eu realmente não acho que é marketing! O Dr. Marcelo é um pediatra super indicado em São Paulo e demonstrou ter muita base do que estava falando! É claro que nem todas as pessoas terão fácil acesso ao DHA (pois o investimento no produto é alto e comprar peixe é mais caro q comprar frango), mas isso não quer dizer que elas terão um futuro pior! ;) Eu cresci sem DHA e estou tranquila (tb não comia peixe)! rs Mas não tenho dúvidas de que ele é benéfico para as crianças! Só de saber que ele está presente no peixe, já é uma coisa bacana! É a carne mais saudável que temos disponível. Estou mesmo curiosa em ver o resultado no Luquinha. Depois eu conto aqui se senti as mudanças!

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhh que linda!!! Não acredito que só vi agora isso.
    Sabe, eu fiz um post a respeito, está no meu rascunho, mas não queria entrar em detalhes (depois falamos mais a respeito em particular rs) e a nossa foto está lá tb. Na verdade, pra mim, foi um enorme prazer em conhecer vc pessoalmente. Poxa, minha primeira leitora! rsrsrs Eu fiquei falando isso durante uma semana depois. rs
    Tb te considero minha amiga! E, nossa, nem sei o que dizer pelos elogios. Super obrigada! E espero, em breve se Deus quiser, pegar uma praia com nossas famílias juntas. rs
    Super beijo

    ResponderExcluir