29 junho 2013

Vamos falar de papinha?

Eu não queria que fosse tabu. Mas é. Lembro que um dia, em um dos grupos de Facebook que faço parte, vi um comentário mais ou menos assim: "outro dia vi uma mãe na fila do supermercado com um monte de papinha no carrinho. Que mãe é essa, gente, que não faz comida para o filho? Vontade de matar!!! Quase fui falar com ela!". Bem, você que está lendo pode até concordar com ela. Mas eu, PARTICULARMENTE achei um absurdo o comentário.

Em primeiro lugar porque ninguém sabe a história dessa mulher. Se ela estava comprando simplesmente porque é papinha que ela dá para seu filho sempre; se ela estava comprando porque precisaria viajar e deixaria o bebê com uma pessoa que não tem disponibilidade para cozinhar e que já estaria prestando um favor a ela ao ficar com seu filho; se ela ia viajar com a criança para um lugar sem fogão e sem possibilidades de comer algo que não seja a papinha industrializada... Enfim, é uma infinidade de situações possíveis. Nem a moça do comentário, nem ninguém tem o direito de julgá-la por isso, muito menosssss ir falar com ela. Alooooowww???

Mesmo defendendo o direito da moça de fazer o que ela bem entender em relação à alimentação do seu filho, eu não dou papinha industrializada para o Luquinha. Não gosto de cozinhar, mas tenho o maior prazer - de verdade - de cozinhar para ele! Semana passada fiquei toda orgulhosa porque fiz batata baroa, brócolis, chuchu, franguinho grelhado com cebola e arroz de brócolis, e ele amou tudo (ai que orgulho rsrsrsr dele e de mim ;)). Mas nem penso duas vezes se vou viajar com ele para a praia, por exemplo!

Eu teria tempo de fazer a comida no final de semana. E teria onde fazer também. E seria tranquilo dele comer. Mas e a diversão? E a praia lá fora? E a liberdade de ir e vir na hora que quisermos? Nananinanão! Passo no mercado, encho o carrinho de papinhas, assim como a moça lá de cima, e coloco na mala. Posso passar o dia inteirinhoooo fora de casa, posso almoçar às 15h, ou nem almoçar, mas o almoço, lanche e jantar do Luquinha estão garantidos! Assim como a SUA, a minha, a NOSSA diversão!

Ele acaba comendo de novo quando vamos almoçar. Mas pelo menos fico tranquila na praia, sabendo que ele já comeu, está alimentado e sem fome!

Além disso tudoooo, hoje em dia há papinhas mais naturais! Uma vez li uma reportagem em uma dessas revistas de crianças, Crescer ou Pais& Filhos, sobre as papinhas atuais, sem conservantes. Não me convenceu... A papinha em questão era da Nestlè. E a Nestlè é GIGANTESCA... Como eles fariam tantas papinhas assim sem conservantes? Sei lá... Sendo verdade ou mentira, também entra aqui em casa. Luquinha gosta e não vejo mal em dar de vez em quando. Mas quando compro, não compro porque é um produto "natural" como diz a propaganda (e a matéria duvidosa).

As que eu confio que são naturais mesmo são as de fruta da doPomar, que conheci esses dias através de uma amiga, e as de almoço e jantar do Empório da Papinha. Não compro outras porque não conheço outras. Conheço essas e aprovo! As de fruta, da doPomar, eu mesma aprovei, assim como meu marido! Experimentamos antes do Luquinha e pela primeira vez gostei de uma papinha!

O principal das papinhas desses dois lugares é que elas não têm conservantes ou produtos químicos. Pode-se dizer, por isso, que são 100% naturais.

Bem, quem me conhece, sabe que eu não sou a melhor pessoa para falar de alimentação saudável. Eu luto diariamente para me forçar a ser mais saudável neste sentido. Já melhorei bastante, mas ainda há muito o que fazer. Em relação ao Luquinha, já fui bem rígida até o primeiro ano. Nos últimos meses fui deixando que ele experimentasse sabores novos, como chocolate, sorvete etc. E realmente não me importo dele comer essas coisas, depois de ter ingerido os nutrientes que ele precisa para uma vida saudável. Além disso, "besteira" sempre com muita moderação.

Hoje não estávamos na praia, nem passamos o dia fora de casa. Mas não tínhamos fruta em casa e vamos à feira só amanhã. Recorremos à papinha! Aliás, Luquinha está mesmo um homenzinho. Abriu, tomou a papinha e fechou a embalagem. Só faltou levantar e jogar no lixo (o que ele já faz, mas não fez nesta ocasião rsrsrs

Acredito que estamos num nível ideal. Nem muito lá, nem muito cá. E eu tenho que admitir. Luquinha come muitooooooooo melhor do que eu! ;)



2 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkk comer melhor que vc. é SEM DUVIDA NENHUMA uma verdade, nessa idade dele vc. era INSUPORTÁVEL para comer kkkkkkkkkkkkk, não gostava de nada, não comia nada, não experimentava nada. Quanto a papinha, eu pouco usei, mas não por achar que são ruins, mas porque as meninas realmente não gostavam, só as doces de banana é que adoravam. Não sou contra, CLARO que feito em casa é melhor, mas feito em casa eles tem todos os dias então porque não comer as industriais nos fins de semana e dar um sossego para as mães. Por outro lado, também acho que se uma mãe é contra as papinhas industriais, quando fizer as da semana, faça uma quantidade maior e congele, assim terá para usar no fim de semana. Ou seja, tanto faz, realmente eles vão crescer independente de qualquer paranoia de mães e pais, o importante é tentar colocar o hábito do saudável, mas se assim não conseguir.... acredite... ele vai se criar assim mesmo kkkkk. Bjo boneca e bom fim de semana. Dia 4 estamos por aí.

    ResponderExcluir
  2. Julia, quanto tempo, menina! Saudade!! Olha, eu já recorri uma vez a papinha industrializada, justamente quando estava de ferias aí no Rio e estávamos num passeio de barco na região dos Lagos e ele ainda não comia comida de gente grande...confesso que não sou nem um pouco a favor, por isso, tento comprar as orgânicas ou as mais naturais possíveis. Hoje não passo mais esse aperto porque Dan já come tudo o que comemos. Mas eu também não sou de ficar apontando o dedo pra ninguém justamente porque não sei o motivo que levou a pessoa a recorrer à papinha. Talvez eu dissesse algo se a pessoa fosse minha amiga e tal...ainda assim, a gente nunca pode se achar a dona da verdade e sair distribuindo a cartilha de como ser boa mãe, né?! Até porque é subjetivo demais...adorei o post!! Mil beijos!!!

    ResponderExcluir