19 novembro 2012

hoje

Hoje Luquinha teve uma noite péssima, so did I! Estava com gases, eu acho, porque chorava toda vez que sua barriga fazia mtoooo barulho!! Parecia que tinha um monstro dentro dela, tadinho! Daí dei Luftal no meio da madrugada e ele melhorou um pouco, mas toda hora dava uma gemidinha! =( Ficou assim até de manhã, quando o despertador tocou e acordamos juntos. Ele chorava tanto, que era de dar dó! Eu tinha que estar na Barra às 7h30 e, para isso, sair de casa às 6h30. O despertador tocou às 6h! Ele chorava tanto que eu não consegui deixá-lo sozinho, não consegui tomar banho e tive que me arrumar com ele no colo. Cheguei a pensar em não ir na gravação que havia marcado no trabalho, explicando que ele não estava se sentindo bem. Mas era uma gravação importante (quando for ao ar conto para vocês) e era importante estar lá. Consegui me arrumar com ele no colo, fui buscar minha sogra, porque àquela hora a creche não estava aberta e os deixei aqui em casa de novo. Ela o deixaria na creche na hora certa.

Depois do almoço dele, liguei para saber como estavam as coisas e as tias disseram que estava tudo bem. Consegui chegar em casa um pouco mais cedo e buscá-lo! É a terceira vez que eu vou buscá-lo. Tão bom ver aquele sorriso quando nossos olhares se encontram! Não tem preço!!!** Ainda mais que ele estava todo cheirosinho e gostosinho!!

Saindo da creche, encontramos MUITO POR ACASO uma graaaaaaaaaaaaaaaaande amiga, Cacauzinha! Sabe aquelas coisas que acontecem porque TÊM que acontecer! A Cacau é uma amigona minha que mora em SP, mas seu sogro e sogra moram no mesmo bairro que eu aqui no RJ. Eu sabia que ela estaria na cidade por causa do feriado, tínhamos combinado de nos encontrar no domingo, mas acabamos não encontrando e nem chegamos a nos falar para desmarcar. E aí hoje, bem na hora que estou atravessando a rua, ela passa de carro e dá um berro! Foi muito bom encontrá-la! Um encontro rápido, mas FELIZ! :)

Viemos para casa e acabei saindo com Luquinha novamente porque meus compadres, os padrinhos do Luquinha, Aline e Luismar, me chamaram para jantar! Eles são uns fofos e ficam preocupados quando meu marido viaja achando que eu vou passar fome porque eu não entro na cozinha por nada nesse mundo. Aí me chamam para almoçar, jantar... Eu vou, mais pela companhia do que pelo jantar em si! Porque eu ficaria sem jantar tranquilamente. Mas a companhia é muito boa e sempre vale a pena! Hoje o cardápio foi especial! Aline viu uma receita de couve-flor recheada. Nooooossa! Delícia! Obrigada, Aline!!! :)

Chegamos em casa, dei o mama do pequeno, dei o remedinho do refluxo, coloquei sorinho no nariz porque está com catarrinho e dei o Luftal, prevendo mais uma noite de dor. Espero que seja uma noite mais agradável para meu pequeno!

 ** Cheguei em casa cansada. Tudo o que eu queria era deitar, sem fazer nada. E foi exatamente o que eu fiz. Deitei, liguei a TV e coloquei num canal de séries americanas. Estava passando uma bobinha, exatamente como eu queria que estivesse. E eu fiquei ali, por pouco mais de 30 minutos, encarando a TV, às vezes prestando atenção, às vezes não. Quando saí para buscar o Luquinha, estava um dia lindo! Ventando um vento gostoso, com o céu todo limpo, um final de tarde, as árvores bem verdes, coisas da primavera. Busquei Luquinha e vim curtindo cada milésimo de segundo daquele momento raro! Nós dois caminhando juntos para casa, ele olhando os carros passando, exatamente a cena que eu sempre imagino quando meu marido o busca e me conta como foi a volta para casa. Luquinha encantado com os carros que passam na rua, com as pessoas andando, com as flores penduradas nas árvores. Cada sorriso... é tão gostoso!!! Eu sei que o tempo passa rápido, mas eu sinto, eu sei, o valor que a gente dá a momentos como esses é o que vai fazer com que a gente fique tranquila ao ver o tempo voar. Ele voa mesmo. O que a gente pode fazer de melhor é vivê-lo!

6 comentários:

  1. Que relato gostos. Parecia que eu estava vendo um filme bem bom. Espero que os gases diminuam, aqui era um horror...

    ResponderExcluir
  2. Tadinho, ninguém merece essa coisa de gases, nem criança nem adulto. Que essa noite seja melhor. Agora.. não vou aguentar não falar, COMO uma neta de Zita pode não entrar na cozinha??????????!!!!!!!!!!! Tem que bater nesse pensamento na sua mente, tem que botar ele para escanteio. Olha, eu odiava cozinhar, mas cozinhava, até o dia que percebi que isso seria para sempre kkkkk, que minhas filhas curtiam o que eu fazia, e vou te dizer, aprendi direitinho. Vê se vc. começa se aventurando de vez em quando, tente curtir esses momentos, com o tempo vc. e Igor podem se dividir (mais ele do que vc., já que SEI que cozinha muito bem). Vamos lá, bote seu lado Zita para funcionar kkkkkkkkk. Beijoca minha linda.

    ResponderExcluir
  3. Tadinho!!! Da última vez que o Daniel ficou assim, ainda veio uma diarréia...lembrei do quanto ele havia brincado no parquinho e que já tinham 7 meses que eu havia dado o remedinho de verme! Hihihihihihhihi...foi batata!!! Ele melhorou rapidinho!!! Dor de barriga é horrível mesmo!! Beijooosss pra vcs!!!

    ResponderExcluir
  4. Que post inspirador. Vejo muitas mamães que não trabalham fora, aliás no mundo dos blogs parece que isso é meio regra e a a exceção é a mamãe que trabalha fora. O meu caso é de mamãe que deixou o fixo pra ficar com o gatão, mas que acabou abrindo uma empresa e trabalha em casa. Sou mãempresária, então.
    Mas posts como o seu inspiram pois a gente as vezes se perde em tanto compromisso e rotina que não percebe o tempo passar... É bom demais curtir nossos pequenos mesmo e como passa depressa.

    Agora... o papai viajando... essa cólica deve ser saudade ;) Logo passa!

    Beijos com carinho
    Nina e Theo
    http://www.maternizando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi amore! quanta saudade, passei pra ver as novas! Quando tiver outro encontrinho aqui em casa vou te chamar! vou te chamar pra todos que tiverem! um beijo muito muito carinhoso pra vcs e pro Luquinha grandeeeee!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, isso é horrível. Pior que a gente não sabe muito o que fazer, né? Pq se é na gente, deitamos de barriga pra baixo, dobramos as pernas, tomamos um luftal...mas com eles é diferente. Tente dar um chá de camomila na próxima vez. Bem morninho. Ele vai acalmar com certeza. E é capaz de despertar e querer brincar. Noite dessas aconteceu isso aqui em casa. rs

    ResponderExcluir