30 agosto 2012

Engatinhando

Estou completamente sem tempo, mas gostaria de deixar registrado que Luquinha começou a engatinhar no sábado passado, na casa da tia Sissi e Gena! Lá foi o primeiro ensaio, mas nos dias seguintes a técnica foi rapidamente aprimorada! ;)

23 agosto 2012

Planejando a festa Parte I

Antes de mais nada, preciso dizer! Comprei o serviço de decoração e buffet pelo Groupon e estou cruzando os dedos para que tudo dê certo! Como a festinha é só em dezembro, ainda tenho tempo de ir até o buffet para conhecer seus salgadinhos e docinhos! E quanto à decoração, fiz as escolhas de acordo com as fotos do site. Se algo for oferecido diferente daquilo, posso ter de volta meu dinheiro (pelo menos, né!).

Eu havia escolhido o tema "marinheiro", mas como a empresa do Groupon não tinha este tema - e estava muito barato, valendo mesmo a pena - optei por SAFARI, que eu acho fofo também! Mas eu não curto muito as tradicionais mesas de festas infantis, que têm muita coisa em cima delas, muito pano, muita cor, muita imagem, muito bichinho... tem tanta coisa que eu fico com alergia (rinite) só de pensar!

Então fiz uma nova encomenda: mesas provençais. O custo foi R$80,00 a mais, mas valeu a pena para mim! Abaixo, mostro foto das mesas e da decoração que escolhi. Sendo que, como não cabe tudo na mesa, o decorador vai levar os bichinhos para que a gente possa montar na hora.

Essas são as mesas provençais que eu escolhi... elas cinco estarão lá no play do meu prédio no dia que escolhemos para fazer a festa do Luquinha... é claro que a decoração não é essa rsrsrs Só as mesas físicas mesmo! ;)

E este foi o tema que escolhi. Essa foto é do Madagascar, na verdade, mas é que eles não tinham no site foto do tema Safari... então, para não ter erro, achei melhor reservar o tema Madagascar, porque eu vi e achei legal! 

Fiz orçamento de bolo e cupcake, mas, por mais lindo que sejam, eu acho que não vai caber no nosso orçamento, que já está ultrapassando seu limite. O que fiz? Resolvi fuçar na internet e encontrei uma receita que parece ser fácil fazer! Não sei ainda se é ou não, mas vou tentar e depois conto para vocês.

Receita de cupcake: http://gnt.globo.com/receitas/Cupcakes-de-chocolate-e-de-coco.shtml

E aí começam as coisas para enfeitar a mesa. Quem é nosso maior parceiro, mães? Sim, ele, sempre, o Elo7!!! Vi tanta coisa legal, mas tanta coisa legal, que nem decidi ainda o que vou querer ou não. E os preços camaradas. Na verdade, tem para todos os bolsos! Quem me conhece, sabe que eu coloquei a pesquisa do preço menor para o preço maior. rsrs Então minhas escolhas estão sendo bem econômicas. Ainda não pedi nada. Por enquanto, são só ideias.












Além disso, estou adicionando tudo o que vejo de legal ao meu quadro de "festas" do pinterest! Olha que lindérrimas essas duas mesas!!



E vocês? Já estão nos preparativos da festinha de aniversário?




21 agosto 2012

Dermatologia Pediátrica

Pessoal, já falei aqui que eu trabalho com a Sociedade Brasileira de Dermatologia! Eles são cliente da Approach e eu sou o atendimento desta conta! Logo que o Lucas nasceu, era verão e ele teve MUITAS brotoejas! Antes delas aparecerem, apareceu a tal da acne do bebê nele. Bem, numa ocasião e na outra, fiquei tranquila por saber que não era nada sério, mas super incomodada! Achava que não ia melhorar nunca!

Pensei, então, que muitas mães devem passar pelo mesmo que passei e resolvi entrar em contato com a Dra. Luciana Maluf, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que explicou cada uma das doenças de pele que podem acometer bebês!

Brotoeja:

Brotoeja (ou Miliária) é uma erupção cutânea que decorre da obstrução mecânica do suor produzido pelas glândulas sudoríparas, com consequente rompimento e extravasamento deste para a pele. Devido ao calor intenso associado à umidade (transpiração intensa), acomete as áreas do corpo onde há muito contato com a roupa, como o  peito, a barriga, as axilas, o pescoço, a virilha e o bumbum. Se a criança usar chapéu ou boné, a miliária pode aparecer até no couro cabeludo e na testa.

É um sinal de que a criança está com calor demais. Se ela não se refrescar, pode ter problemas mais sérios, como a insolação. Não costuma doer, mas pode coçar bastante. Há três tipos de miliária: a cristalina, a rubra (que é a considerada brotoeja) e a profunda.

Para o tratamento, primeiramente, refresque seu filho. Afrouxe ou tire as roupas dele e o leve para um ambiente arejado e à sombra. Em seguida, resfrie as áreas afetadas com paninhos molhados. Um banho bem fresquinho, até com maisena na água, pode ajudar. Não passe cremes sem orientação adequada de um dermatologista. O uso de pasta d'água pode ser útil e em caso de prurido intenso, creme de corticóide poderá ser necessário. Deixar a criança sem roupa por algum tempo também pode ajudar. 

Não use amaciante nas roupas do bebê, preferindo apenas o sabão de coco. Prefira somente vestimentas de algodão.
Para evitar o quadro ou tentar diminuir sua frequência, mantenha a criança sempre fresquinha no calor, com roupas leves e largas. Sempre que o bebê estiver suando muito, já tome providências para minimizar o suor: coloque-o na à sombra, num lugar arejado, e dê bastante líquido para ele não correr o risco de desidratar. Se mesmo assim, o quadro não ceder, procure um médico especialista.

Acne do bebê:

A acne infantil caracteriza-se geralmente por pápulas e comedões (cravos), surgindo na face e costuma ser de fácil resolução. No neonato, pode ser devido aos hormônios maternos; e no lactante e na infância, pelos próprios hormônios (chamados androgênicos, dos órgãos gonadais ou adrenais). Numa acne persistente, há chance de ficarem cicatrizes; e, quando o quadro for persistente e grave, deve-se procurar a orientação dermatológica para avaliar a necessidade de exames hormonais específicos, em busca de doenças internas que alteram tais hormônios.

Com o tratamento, o quadro clínico tende a se resolver por completo, porém,  é preciso do especialista para examinar, definir adequadamente o tratamento e fazer o acompanhamento da criança. Podem ser usados topicamente: tretinoína, isotretinoína, adapaleno, eritromicina, peróxido de benzoíla, ácido azeláico. Se necessário, tratamento via oral pode ser introduzido. Não passar cremes hidratantes ou que contenham corticóide sem a orientação médica, pois poder induzir à acne.


Embora não haja meios de prevenir as alterações hormonais, sempre que o quadro de acne aparecer, o ideal é já procurar orientação do médico especialista e iniciar o tratamento. 

Dermamtite Seborréica:

O quadro é caracterizado por escamas gordurosas e aderentes numa pele avermelhada. As lesões podem surgir no noenato ou nos primeiros meses de vida. Geralmente os locais mais acometidos sâo: couro cabeludo (chamado de "crosta láctea"), face, pescoço e nuca, tronco, axilas e a área da fralda. Pode apresentar prurido (coceira) nas áreas afetadas e o curso da doença tende à melhora gradual, à medida que o bebê vai crescendo e se desenvolvendo. Num quadro inicial mais intenso acompanhado de sintomas sistêmicos, deve-se procurar avaliação dermatológica, para serem descartadas outras doenças que possam apresentar dermatite seborréica concomitante.

Feito o diagnóstico, clínico, o tratamento deve ser instituído: remover as escamas com óleo mineral aquecido e limpar com água boricada. O uso de um creme de corticóide com ou sem antibacteriano ou antifúngico pode ser necessário, desde que um dermatologista julgue necessário. No geral, não é preciso de terapia sistêmica (via oral).

Evitar o excesso de roupas e de aquecimento é importante, assim como tentar não colocar a fralda caso a dermatite esteja nessa região, até que melhore o quadro.

Assadura:

A assadura (dermatite de fraldas ou dermatite amoniacal) é causada pelo contato da pele com a urina ou fezes da criança retidas nas fraldas ou plásticos. Certas áreas da pele que ficam cobertas pela fralda (normalmente na área genital, nas dobrinhas das coxas e perto do ânus) podem ficar avermelhadas e irritadas. Às vezes, as áreas afetadas têm um aspecto mais ressecado; outras, úmido.Se a assadura comum não for tratada, pode evoluir para algo mais sério, como: micose, candidíase ou infecção bacteriana, por exemplo. 

A principal causa da assadura é a umidade. Recém-nascidos urinam o tempo todo, e também evacuam com frequência. Nem as fraldas com o máximo poder de absorção conseguem tirar toda a umidade do contato com a pele do bebê, que é muito delicada. Se a troca de fralda demorar muito, é quase certo que haverá assadura. Porém, o problema pode aparecer também mesmo com trocas frequentes e com todo o cuidado, dependendo da sensibilidade da pele de cada criança. 

Bebês mais velhos podem acabar tendo assaduras em decorrência de mudanças na alimentação ou por causa de diarréia.

O melhor remédio é manter o bebê limpo e seco, com trocas frequentes de fralda. Se estiver calor, tentar deixá-lo sem fralda por certo tempo. Tomar um pouco de sol na área afetada ajuda na cicatrização -- mas só o sol de antes das 10h e depois das 16h, e por aproximadamente 15 minutos somente. 
Trocar a marca da fralda descartável e usar sabão de coco no caso de fraldas de pano eliminará o problema, se a causa principal for alérgica. 

Uma assadura normal tem de melhorar depois de cerca de dois dias de tratamento comum, com os cremes tradicionais usados para prevenir a irritação (normalmente à base de óxido de zinco, vitaminas A e D, lanolina, calêndula e óleos). Não uasr pomadas com corticóides sem auxílio médico dermatológico. Se depois desse período de dois dias a assadura não tiver ido embora, ou tiver piorado, procurar um médico o mais breve possível, pois deve haver algum outro tipo de infecção, fúngica ou bacteriana, que exija tratamento específico. 
A melhor defesa contra a assadura é ter a região da fralda sequinha. Para prevenir  a dermatite de contato por fraudas, lembrar sempre de trocar a fralda do bebê assim que possível, se ela estiver suja; limpar a região após cada urina ou evacuação deixando-a bem seca antes de colocar nova fralda; pode ser aplicada uma pomada antiassadura (ao invés de talco); não apertar muito a fralda e evite o uso de amaciantes nas roupas do bebê.

O que eu mais gosto na maternidade!!!

Tenho o aplicativo do BabyCenter no celular, mas desde que voltei a trabalhar, não tenho acessado diariamente, como o programa sugere. Esqueço e quando vejo, tenho um monte de texto que quero ler e vídeos para assistir. Hoje assisti um que achei bem interessante, com o depoimento de pais sobre o que eles mais gostam sobre o fato de serem pais! Achei tão legal, que quis fazer o meu próprio depoimento, como vocês verão no vídeo abaixo!



20 agosto 2012

Primeira praia



Não foi, assim, como eu esperava... Rs Eu planejava chegar cedo, às 6 da manhã mais ou menos, estender a canga, colocar o guarda-sol, encher a piscininha etc. Mas foi perfeita, de qualquer maneira, a primeira vez que o Lucas foi à praia!!!


Estávamos eu, Igor (marido), dindo Rafa e vovó Helena com Luquinha! Fomos na praia da Ferradura, em Búzios! Ele ficou encantado com a areia e com o mar! Segurando minhas mãos, ele foi "andando" até a água e não reclamou quando a primeira ondinha bateu nos seus pés! Continuo andando em direção ao oceano! Rs

Foi à tarde, entre um passeio e outro, numa "leve" correria. Mas deu tudo certo!! ;)

Depois ele ficou incomodado com a água fria e aí saímos do mar!

Delicinha!! ;)




15 agosto 2012

Sorteio no blog da Gabi!

Vai lá, gente! Tem sorteio de livro infantil! ;)

http://bossamae.wordpress.com/2012/08/15/vincent-ama-as-cores-sorteio-do-livro/


8 meses

No próximo sábado é mesversário do Lucas, oito meses. A novidade é que ele aprendeu a sentar sozinho no final da semana passada. Vi pela primeira vez na quinta à noite. Sexta de manhã, quando ele acordou, cheguei no quarto e p rapazinho estava em pé no berço! ;) O mesmo aconteceu na sedta à noite, quando eu tonha acabado de colocá-lo para dormir e um minuto depois lá estava ele, chorando em pé no berço. Mas, ainda bem, dormiu de novo! Rs

Então, resumindo, Luquinha aprendeu a:

👶 Se arrastar para um lado e para o outro! Ainda não engatinha, mas já descobriu como seu joelho pode ser uma boa ferramenta para isso! Fica ajoelhadinho, indo para frene e para trás. Só na hora de se locomover que volta a se arrastar no chão!

👶 Falar sílabas repetidas como "baba" "papa" "bobó" ... Acho "mama" vai ser a última! Rs

👶 Sentar sozinho! No início era mais difícil. Agora é em um segundo!

👶 Como aprendeu a sentar sozinho, se arrasta até algo alto, onde se segura e levanta. Fica em pezinho, segurando nas coisas. ;)

Ele continua sendo um bebê super simpático, mas como está naquela fase difícil da separação (a pediatra explicou que nessa fase ele entende que é um e eu sou outra, então sabe que o que a "separação significa), acaba ficando mais grudado comigo e com o pai, e estranha as pessoas a primeira vista. Mas é só uma fase. O importante é não forçar a barra, obrigando ele a ir com os outros. Eu já percebi que depois de um tempo junto - alguns minutos -, ele já se sente mais à vontade e vai, sem forçar!

No início eu ficava sem graça, com receio de que as pessoas achassem que ele estava ficando mimado. Mas esse receio só atrapalha! As pessoas que achem o que elas quiserem! O importante é você entender o tempo do bebê e perceber que ele precisa ter confiança, não só nos outros, mas em você também!


14 agosto 2012

Tempo, tempo, mano velho...

Tenho andado um pouco ausente do blog! Mas tenho motivos:

Razão 1: Família
Razão 2: Trabalho

O tempo em casa é dos meus amores, o tempo fora de casa é do trabalho. ;) Mas nem estou reclamando, só explicando! Estou fazendo algumas divulgações bem interessantes na Approach!

Algumas delas:


A vinda do humanista indiano Sri Sri Ravi Shankar ao Brasil! Ele é fundador da Arte de Viver, organização com o maior número de voluntários do mundo. Logo que comecei a atender o cliente, fiz um de seus cursos, o Arte de Viver Parte I, um curso de respiração. Amei! Mas não são só os cursos que divulgamos! A Arte de Viver tem diversos projetos sociais no mundo e no Brasil. Para conhecê-los melhor, é só entrar no site ou no canal deles no YouTube. O Sri Sri Ravi Shankar estará no Brasil de 30 de agosto a 03 de setembro, com eventos no Rio de Janeiro e em São Paulo. Vocês conseguem acessar a programação clicando aqui!


 
Sri Sri Ravi Shankar - A Voice for Peace from YES! for Schools on Vimeo.


Outra divulgação que estamos fazendo é do Centenário da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A SBD é a sociedade com maior número de dermatologistas do MUNDO! E mais antigos que eles no Brasil, somente a Sociedade Brasileira de Pediatria. Eu tenho muito orgulho de trabalhar com a SBD, principalmente pela seriedade que eles têm em relação à imprensa, sabendo que o dever deles é orientar os pacientes da melhor forma possível. O centenário estará em envidência mais uma vez agora por conta do Congresso, que acontece este ano no Rio de Janeiro, de 1o a 4 de setembro. Mais informações, aqui. E por último, mas não menos importante, é o Instituto Priorit, que atende crianças com dificuldades de comportamento, aprendizado, como as crianças com autismo, TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), depressão infantil, TOC etc. Nem preciso dizer que tenho um carinho grande por esta divulgação, já que estou num momento especialmente tocada pela maternidade. O trabalho deles é super interessante. É isso, gente! Agora vocês entendem porque eu não estou mais tããão presente no blog. Mas agora que ele está com a cara nova, estou até mais disposta a não deixá-lo com teias de aranha! ;) rs Beijocas, Julia.

13 agosto 2012

De cara nova!

O blog está de cara nova e quem deu essa repaginada nele foi a Laís de Medeiros, do Xiricutico! Fiquei sabendo dos serviços dela através da Myriam, a mãe no país das maravilhas! Há tempos vinha buscando informações na rede para aprender a como deixar o blog com uma cara mais fofa! E um dia a Laís "surgiu na minha frente"! rs Além de rápida, ela cobra um preço super camarada e o blog é totalmente personalizado da maneira que você quer!

Amei, Laís! Obrigada!


08 agosto 2012

Feliz dia dos pais!!!! {Post anterior tem blogagem coletiva "O pai que ele é"}







O pai que ele é - Blogagem Coletiva - Mulher e Mãe / Dia dos Pais

Este ano fomos convidados por dois amigos muito queridos, um deles meu compadre, padrinho do meu casamento, para sermos padrinhos do casamento deles (Rafael e Clarissa). E foi com muito orgulho que aceitamos o convite! Mais orgulho ainda tivemos ao sabermos que fomos escolhidos porque somos o exemplo de casal que eles querem ser!

Ok. O que isso tem a ver com "o pai que ele é"? Tudo! Porque eu atribuo grande parte do que somos a todas as características especiais que o Igor tem. Antes de mais nada, é preciso dizer que ele é um filho muito carinhoso, atencioso e preocupado! Liga todos os dias para sua mãe, é sempre muito amoroso, nunca perdeu o respeito com ela, nunca falou mais alto, nunca disse um palavrãozinho sequer com ela! Ele é o filho que toda mãe pediu a Deus! Minha mãe mesmo, vive dizendo: "você tinha que me tratar que nem o Igor trata a mãe dele". rs

Bem, agora que vocês o conhecem como filho, vou explicar como seu perfil "marido" influencia no pai que ele é. O Igor não mente. Ele não procura desculpas para defeitos que possuí. Ele simplesmente os encara com a disposição de mudá-los. Sempre. Ele é tão atencioso, carinhoso e preocupado, quanto é como filho. Presta atenção nos detalhes, me aceita do jeito que eu sou. E quanto aos meus defeitos... entende que vêm com o pacote, e me apresenta forma de corrigí-los, sem as impor para mim.

Ele me faz tão bem, mas tão bem, que eu, independente que sou, não consigo imaginar como seria minha vida sem ele!

O pai que ele é? Ele é o pai que acompanhou cada detalhe da minha gravidez pelo meu blog, pela newsletter do BabyCenter e pelas conversas longas que sempre tivemos em casa sobre como foi o meu dia. Ele é o pai que cuidou da minha dieta minuciosamente, preparando refeições gostosíssimas e saudáveis, principalmente depois que levei bronca da minha GO. Ele é o pai que me levou com ele numa viagem a trabalho de um dia, na qual compramos todo o enxoval do Lucas - com direito a berço, carrinho e car seat - em uma tarde! Carregou tudo comigo, foi e voltou trabalhando, na maior disposição!

Ele é o pai que, quando o Lucas nasceu, segurou ele no colo antes de todos, com lágrimas nos olhos, depois de ter filmado todo o parto com a emoção que nenhum profissional conseguiria passar. É o pai que acordou inúmeras vezes de madrugada para trocar a fralda do Lucas antes dele mamar e ficou acordado para colocá-lo para arrotar depois da mamada. Que trocou inúmeras fraldas, entre uma panela e outra na cozinha, porque via meu cansaço com a amamentação.

Ele é o pai que me apoia nas minhas decisões com o Lucas, sejam elas referentes à alimentação, ao comportamento ou à saúde. Que me diz que NÃO concorda quando não concorda, mas que está sempre aberto à discussão!

Não dá para dizer que eu me surpreendi. Porque ele é EXATAMENTE o pai que eu esperava que ele fosse. E, não à toa foi a primeira junção de sílaba do Luquinha: pa-pa. Como vocês podem ver no vídeo abaixo.

Lindão, eu te amo! E o Lucas também! :)