10 maio 2012

Difícil?

Outro dia li no blog da Gabi {http://bossamae.wordpress.com/} um post sobre o livro Eu era uma ótima mãe até ter filhos. Hoje abro o aplicativo do BabyCenter e me deparo com esse texto {da imagem}, falando sobre como a mãe pode manter a sanidade. Achei engraçado e resolvi comentar os dois assuntos que se resumem num só.

Sempre tive um ponto de vista diferente das pessoas, sobre tudo: trabalho, família, amigos, relacionamento, dinheiro... E é comum acontecer das pessoas dizerem que vai ser de um jeito e comigo acontece de outro. Não, não digo isso de forma prepotente ou de quem está se gabando por ser diferente, por mais que possa parecer.

Talvez eu seja realmente diferente. Simples assim.

Na maternidade isso mudou um pouco. A identificação com as outras mães ficou logo clara através dos fóruns online, cominidades e blogs.

Agora, o que eu acho é que uma coisa é crucial: a maneira de lidar e encarar cada situação. Eu posso viver e sentir a mesma coisa que você! Ainda assim vamos lidar com a questão de maneira diferente.

Ser mãe não é mesmo fácil, mas não é assim um bicho de sete cabeças que precisa de manual para recuperar a sanidade!

Sempre que alguém com filho ia nos falar sobre como era sua vida, antes do Lucas nascer, era assim: é difícil, dá muuuuuito trabalho, mas vale a pena cada gota de suor!

É clichê... mas é EXATAMENTE isso.

De novo... Nenhum bicho de sete cabeças!

Sanidade? Com ou sem filhos, quem não perde de vez em quando?

Cansaço... É muito relativo. Como era sua vida antes? O que você fazia? Era sedentária? Egoísta? Egocêntrica? Tudo isso pode dificultar as coisas para a nova mãe, mas ainda assim cuidar do filho é TÃO prioridade que tudo se ajeita de forma natural!

Eu falo com minhas amigas: me contem sobre auas vidas porque eu PRECISO de um break dos assuntos maternais... E ouvir sobre o que tem acontecido com elas é suficiente para eu "recuperar minha sanidade", o que, nas minhas palavras seria "lembrar que existe um mundo lá fora, bem diferente, mas que, ainda assim eu AMO o meu, exatamente do jeito que ele é!"

Portanto, a dificuldade não é grande! O cansaço é. Mas nada que um exercício físico diário, um papo com as amigas, um carinho no marido e algumas horas de sono não resolvam!

3 comentários:

  1. Sinceridade kkkkkkk, esta muito cedo para vc. julgar essa coisa de "sanidade", vc. tem um bebê muito pequeno ainda, que não lhe traz problemas fora gripinhas, cólicas e coisas afins. Os problemas começam a acontecer e testar nossa sanidade mais para a frente, é a infância com seus problemas de relações entre crianças, birras, na adolescência aquela enorme vontade de fazer coisas erradas só para testar e por aí vai, aí sim a sanidade da gente é exigida. Enfim, vamos torcer para que vc. não passe por testes muito chatinhos. Beijoca

    ResponderExcluir
  2. Ai Ju, tu me dá um refresco toda vez que venho aqui... Preciso mesmo é deixar de ser sedentária pra ter mais pique huahauahuahau
    Hoje começo a hidro, pensamento positivo e vamo que vamo!!!
    Concordo quando tu falas sobre passarmos pela mesmo coisa mas encararmos de maneira diferente. Eu sempre fui da turma do deixa disso, levar as coisas com leveza é a minha filosofia, mas vamo combinar que chega um momento que até parece que vc quer mesmo é entrar numa bagunça, numa implicância e por aí vai... rsrsrs

    As coisas podem ser difíceis, mas como falaram para vc e continuam me falando: É difícil, muito difícil, mas vale a galinha inteira!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Gostei muito do seu post!
    A recompensa é do tamanho do desafio. Ser mãe é uma delícia!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir