31 maio 2012

Atualizando aos poucos... {Consulta 5o mês}

- 8kg e 67.8cm
- Introdução de mais um grupo na papinha - couve ou acelga ou espinafre (já tem o grupo da batata ou aipim ou inhame e o grupo do chuchu ou beterraba ou abobrinha ou abóbora ou cenoura)

Nas comunidades e nos fóruns muitas mães têm dúvida sobre o quanto dar e de quanto em quanto tempo dar comida aos seus filhos, seja papinha ou leite. A verdade é que não tem uma quantidade certa. Às vezes o que é certo para meu filho vai deixar o filho da outra com fome. Ou ao contrário, vai deixar o filho da outra cheio demais, prejudicando também o crescimento. 

Eu escuto muito minha pediatra. Ela diz que o Lucas tem que comer até estar saciado. Ou seja, ele não pode nunca raspar o prato e quando começar a matar a mamadeira toda de uma vez sempre, é hora de mais leite. 

Isso gerou certa discussão aqui em casa. O Igor achava que era muita papinha que o Lucas estava comendo. Mas ele sempre comia tudo e rapidamente. Falei isso para a pediatra na última consulta e ela me disse mais uma vez ele é quem vai dizer quando não quer mais. Então... é para continuar dando. 

É claro que tenho limite também. Não vou dar 500g de comida para um bebê de 5 meses. Mas ele tem comido realmente mais agora que estou deixando que ele decida.

Isso influenciou no leite, que está tomando menos. Mas se não está perdendo peso, estou tranquila.

Ontem conversei com uma psicóloga para um trabalho que estou fazendo. Ela disse uma coisa muito interessante, que vale para TUDO na vida: A comparação mata a auto-estima. Corretíssimo. A gente sempre vai achar que tem alguma coisa de errado se não está acontecendo como acontece na casa do outro - bem, pelo menos eu tendo a pensar assim e tenho que me controlar para que isso não aconteça. Então antes de comparar o que seu filho come, pense que ele é um INDIVÍDUO. não é igual a ninguém e tem seu próprio ritmo. Respeito isso, ok? ;)

Dito isso, segue aqui como está sendo a rotina alimentar do Luquinha (lembrando que sempre há variação de quantidade, intervalos e do próprio horário... o que está aí é o ideal. Não significa que seguimos a risca):

6h Leite 240ml
9h Frutinha (maçã ou pera ou banana ou  mamão ou melão ou caqui)
11h Papinha (grupo 1 + grupo 2 + grupo 3 na panela de pressão com 500ml de água mais músculo... dá para três dias mais ou menos quando faço)
13h Suco de laranja 150ml (ele NUNCA mama tudo)
15h Leite 240ml
17h Leite 240ml
21h Leite 240ml 

Só que o que tem acontecido de vez em quando é que ele não mama a última mamadeira, dando um espaço maior de tempo entre as duas que toma depois do suco.

É isso, galerinha. =) Ele está um fofinho e prontíssimo para a volta ao trabalho da mamãe - que será o tema do próximo post!

Vocês vão cansar de tanto ler minhas atualizações rsrsrsrsrs

Luquinha com sua pediatra! Muito querida!

Um comentário:

  1. Júlia, ADOREI sua pediatra, concordo com ela plenamente, sempre fiz isso, a decisão de quando parar e de quanto dar é do bebê, não nossa. É o mesmo que vc. estar MORRENDO DE FOME e alguém te dar um prato com 1 concha de sopa.. cruel né kkkkkkkk. Adorei também a frase da psicologa ela tem muita razão. Então aí vai uma frase que é uma verdade verdadeira, e vale também para a criação de nossos filhos. A TRADIÇÃO É O CEMITÉRIO DAS IDÉIAS, ou seja, mantenha-se na tradição e nada irá evoluir ou mudar.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir