15 abril 2012

Desenvolvendo

É muito legal ver o desenvolvimento do Luquinha e cada vez que olho para ele penso que essa fase é mesmo muito boa, mesmo com todo cansaço - e põe cansaço nisso. É gostoso ver o bebê começando a entender como as coisas funcionam, a entender o mundo. Até o choro manhoso é interessante de perceber, pois ele já entende que quando ele chora ele é atendido.

Quando o Luquinha está entediado, geralmente no carrinho, berço ou cadeirinha, logo começa a reclamar. Se não é atendido começa a chorar e se ainda assim não consegue a atenção que quer - ou o colo -, começa a berrar, literalmente. Basta você atender ao seu pedido que o choro acaba.

Ele vai fazer quatro meses na quarta-feira. Não teve um só dia até hoje que foi igual ao outro. E isso é interessante também. Quando estava grávida, como vocês estão cansadas de saber, li o livro A Encantadora de Bebês. Ela fala o tempo inteiro de rotina. Fala do EASY que eu já mencionei aqui, que se trata da rotina de comer, brincar, dormir e ter um tempo para você (mãe).

Eu gostei do livro, mas essa é uma das coisas que eu tenho que discordar dele. É claro que seria muito mais fácil para mim se ele estivesse dentro de uma rotina dessa, certinha. Mas ele não é assim e eu não vejo motivos para fazê-lo ser. Tem coisas que eu acho importante e que eu faço, como a rotina para dormir e o máximo de três horas para mamar, que em breve serão quatro. Agora, deixo ele sonecar na hora que quer, deixo ele brincar na hora que quer. E acho isso importante para ele.

Imagina só, desde bebê com uma vida tão regrada assim!

Não que uma coisa esteja certa e outra errada. È só a minha maneira de pensar. Maneira, aliás, que mudou depois que ele nasceu e foi mudando a cada dia de convivência com ele. Quando li o livro achei o máximo a história da rotina. Lembro da Maria Estrella, uma colega de trabalho, falando: eu duvido que alguém consiga fazer isso. E ela estava certa. Não é a gente que escolhe a maior parte das coisas que acontecem, mas o bebê. Tenta só fazê-lo dormir quando ele não está com sono! rs

E isso não me parece querer dizer que o bebê está me dominando ou vai me dominar. Parece simplesmente justo. Eu quis ter um filho e agora preciso ajustar as minhas vontades às necessidades dele, por mais cansativo que isso possa ser.

E é assim que estou vendo meu pequeno conquistar o seu próprio mundo. Ele já solta uns "gaaaaa" ou "yeahhhhhh" ou "dahhhhh", já aprendeu a usar sua garganta para dar seus gritos de felicidade, coloco o pequeno deitado de um jeito e quando vou ver ele já deu uma volta inteira no berço ou no chão ou na cama, já pega os objetos que estão dentro do alcance dos seus braços, mesmo que ainda descoordenadamente e neste exato momento está encostando o pé na roda do carrinho, depois de ter "andado" todo o edredon que coloquei para ele no chão da sala.

E estamos bem assim! ;)

Um comentário:

  1. Oi, Julia Tudo bem? Adorei seu texto. Muitas vezes a própria criança nos mostra como deve ser sua rotina. Outras vezes, a nossa própria rotina nos indica o caminho.Confesso, que temos uma rotina bem estabelecida aqui em casa aé por conta de horário de escola, trabalho e etc. Mas isso vai se ajustando com o tempo. Adorei suas fotos da gravidez mês a mês. Bjs

    ResponderExcluir