26 março 2012

Alimentação

Antes de mais nada, gostaria de agradecer à minha mãe, à minha dinda, à Laiz, ao Igor e às meninas da comunidade Vivendo a Maternidade no Facebook pelo apoio e pelas histórias divididas para que eu me sinta mais tranquila por causa do peso do Luquinha que não aumentou muito no último mês. Realmente ainda não é motivo de preocupação, já que ele continua ganhando peso, de qualquer forma, e continua acima da linha de crescimento esperada para sua idade.

Sobre como estamos indo: continua mamando no peito e introduzi a frutinha e suco de laranja, conforme indicação da pediatra. Estamos indo bem assim e, em 15 dias vou pesá-lo novamente para saber se está ganhando peso.

Nessas horas que a gente entende o que as mães falam quando pensamos em ter nossos primeiros filhos: dá um trabaaaaalho, mas é uma delícia. Compensa cada segundo. E realmente é assim. Quando olho para o Luquinha e ele sorri ou quando está dormindo, ou quando está brincando, até mesmo quando está chorando e eu o aconchego no meu colo, é um sentimento que não tem explicação, nem tamanho!

Bom, por enquanto, o trabalho foi, na verdade, lidar com o psicológico, como a culpa, que mencionei no post anterior. O medo dele continuar sem ganha muito peso, dele ter algum problema de saúde por causa disso... Essas inseguranças que provavelmente nos acompanharão por um bom tempo.

Mas graças a Deus Luquinha continua com sua rotina do sono, acordando às 3 da manhã e às 5:30/6 (é que dormimos cedo... ele dorme às 21h). Não estava mais dando peito às 3h porque colocamos a chupeta e ele voltou a dormir por 3 dias seguidos. Mas como ganhou pouco peso, a pediatra pediu que eu continue dando o peito neste horário. È o que estou fazendo.

No mais, Lucas está uma gracinha. Cada dia aprendendo coisas novas, ficando mais fortinho e encantando mais e mais sua mamãe.



24 março 2012

A culpa - Será que nunca acaba...

Em todos os fóruns de maternidade que acompanho e participo, ela é sempre a mais falada, a mais citada e parece estar presente em absolutamente todas as casas das mães por aí. Tudo bem, eu só acompanho "novas" mães. Por isso a dúvida: será que ela nunca vai embora... Minha mãe, minha madrinha, minha avó... elas podem me dizer. Aliás, digam, por favor. Porque é culpa que não acaba mais:

- O Luquinha é bebê e não quer mamar. Ele não apresenta sinais de fome, não chora e na hora que era para ele estar morrendo de fome, olha para mim e sorri, como quem diz: EU NÃO ESTOU COM FOMEEEE! Vamos ao pediatra, ele ganhou 250g, e quem é a culpada... eu. Na minha cabeça ninguém muda isso. Racionalmente sei que não tem nada a ver comigo. Eu me esforço ao máximo para ele mamar, insisto nas mamadas, ando com ele pendurado no meu peito pela casa pelo tempo que for se for preciso, acordaria qnts vezes fosse preciso de madrugada - se esse fosse o caso - para dar de mamar. Mas ele simplesmente não parece ter interesse. rs 

- Aí eu penso: ah, ele é um bebezinho. Vai passar... Será... Porque eu bem me lembro da minha infância, do que fiz minha mãe passar por não querer comer tudo na hora do almoço. Fico imaginando... se eu não ganhasse peso ou ficasse doente porque não comia direito, mesmo que não fosse culpa da minha mãe, será que ela se sentia culpada... 

- Resolvo, então, dar o complemento para ele. Eis que hoje de manhã vou checar a fralda e... só xixi. Cadê o cocô que deveria estar ali::: (interrogação... ainda não resolvi o problema do meu teclado) Nada! Só xixi mesmo e até agora nem sinal do dito cujo. Então o que sinto por ter dado o complemento... culpa. 

Ai, tudo bem. Você vai dizer que eu me culpo demais, que não deveria me sentir assim, que eu tenho que relaxar e, como minha mãe disse, a primeira coisa que eu tenho que fazer é acabar com a culpa. Tento, juro. Mas acordo e vou dormir pensando nisso. È difícil se livrar dela. 

Então volto com o plano A da pediatra: suquinho de laranja e frutinha, com águinha nos intervalos. Vamos ver se dar certo...

E, enquanto isso, se tiver alguma dica para acabar com a culpa (ioga, meditação, chazinho, remédio... hahaha), sou toda ouvidos!

23 março 2012

Consulta 3o mês

Hum... Não tão boa. Na verdade, graças a Deus está tudo bem com a saúde do Luquinha. Ele continua um fofinho risonho, com peso e altura acima da média. Mas engordou só 250g no último mês. Não tem como identificar uma razão específica, mas várias coisas me vieram à cabeça: ele tem mamado muito pouco, de 4 a 5 minutos, quando não 3 minutos, como falei no post anterior. Ele tem regurgitado, o que antes não fazia. Às vezes é pouquinho, às vezes é mais. Algumas coisas aconteceram esse mês que podem ter influenciado na amamentação: ele ficou com febre por dois dias depois da última consulta e baqueado por mais dois, com obstrução nasal. Nesses dias ele não mamou direito. Nós nos mudamos no dia 1o de março e nessa semana eu estava super agitada, fiquei exausta e talvez isso tenha influenciado na amamentação. Eu fiquei doente, com dor de garganta e tive que tomar remédio por quase uma semana. Pode ser que esses remédios tenham ido para o leite e ele não gostou... sei lá, estou chutando, escrevendo tudo o que sei que foi diferente para ele e para mim.

Mesmo a médica falando que está tudo bem, que ele está ótimo e que eu devo ficar tranquila porque ele continua acima da média, não consigo. Pois 250g é muito pouco. E só eu sei como é difícil dar de mamar para ele. Quando ele resolve que não quer mais, não há nada que eu consiga fazer para que ele mame.

O que a médica disse é que eu devo continuar com o leite materno e pediu que eu introduza suquinho de laranja, uma vez ao dia, e frutinha, uma vez ao dia também. Por causa disso, devo introduzir água três vezes ao dia, para que ele não fique "ressecado".

Vamos ver! Tomara que ele ganhe peso logo! ;)

21 março 2012

Cólicas

Sabe que, apesar dele ter feito três meses no domingo, continua tendo cólicas... Primeiro achei que era pela minha alimentação... Meti o pé na jaca no final de semana inteiro... Mas agora já é quarta e ele continua tendo a cólica como antes, sempre no final do dia. Fica chorãozinho, chora e dorme, chora e dorme. Vai entender .... rsrsrs

E olha que coisa LOUCA... Encontrei uma vizinha no corredor esses dias que me falou: ah, outro dia ouvi seu filhote chorando... Chorava tanto... Fiquei pensando se não era cólica... Quase desci para falar com você.

Ahn!!!! E ia falar o que::: Ih, fala sério... Dei um sorrido meia bomba, me despedi e fui para casa tentando descobrir sozinha o que ela falaria quando eu atendesse a porta...

Vê se eu posso com isso...



1as vezes

Tenho que registrar: primeira (s) gargalhada (s) hoje! Riu muito, gente! E com um barulhinho safado feito pela boca. ;) Uma graça!!! Infelizmente não lembrei de filmar na hora. Mas não faltarão oportunidades.

O tummy time (quando o bebê fica de bruços) também melhorou. Hoje ele levantou bem o tronco e quase fez uma acrobacia com as pernas. rs


20 março 2012

Dorme dorme da Estrela

Hummm... Será que isso é normal... É o que tenho me perguntado sobre as sonecas do Luquinha. Deve ser... respondo para mim mesma. E quando entro nos fóruns de gravidez do Baby Center e na comunidade que participo no Facebook vejo o contrário: mães falando sobre como os bebês delas NÃO dormem.

Hummmm... A consulta é essa semana. Vou perguntar para a médica.

O que acontece: Luquinha dorme bem à noite. Vai dormir às 9 +/-, acorda às 3 +/- e depois às 6 +/-. Hoje resolvemos colocá-lo para dormir depois dessa mamada das 6 para ver se ele ficava mais acordado no resto do dia.

Ele acorda, brinca, mama e tcharam: dorme de novo. Tudo bem que são sonecas, não duram mais que uma hora. Mas são muitas durante o dia. Nem conto quantas são, mas às vezes mais de uma entra uma mamada e outra.

Como ele mama e não chora porque está com fome, até a última consulta estava ganhando peso, brinca quando está acordado e dorme à noite... Não devo me preocupar (fico repetindo isso como um mantra durante o dia inteiro para mim mesma).

Agora, por exemplo, acordou meio-dia, mamou cinco minutos, arrotou, trocou a fralda, brincou e 1h20 depois dormiu.

Acho que é normal, né... (NÉÉÉ rsrs).

***

Aliás, vamos falar sobre as mamadas. Sabe que às vezes ele tem mamado TRÊS MINUTOS:::!!! Pois é... Eu achando que daqui a 1h30 no máááximo ele vai reclamar de fome e nada... Só três horas depois, quando ele não reclama, mas eu já estou achando que ele está faminto, vou lá dar mama e ele mama.. Bem mais dessa vez... uns 5 minutinhos... rs

***

Sobre o final de semana na casa da vovó Helena... Foi muito bom! Vovó babou bastante o netinho, que ficou tranquilinho em sua casa. Ainda não pôde aproveitar os pintinhos, galinhas, gatinhos e cachorrinhos que a vovó tem por lá, mas em alguns meses estará correndo atrás de todos eles.

Minha mãe nos recebeu com mto amor e comida gostosa, como sempre. Comida, aliás, que causou uma "leve" (hahahaha) cólica no Luquinha nos dias seguintes, pois era uma batata recheada de queijo e requeijão (que estava uma delícia e eu sabia que estava correndo o risco rsrs).

No domingo viemos para o RJ fazer uma surpresa para o meu primo, Dudu, que fazia aniversário. Encontramos meu irmão, meus tios e meus primos e Luquinha aproveitou a farra toda... dormindo. Aliás, mais uma vez, como esse menino dormiu no final de semana!! Como fomos de carro para Macaé, ele dormiu o tempo todo na viagem, o que não o impediu de dormir bem à noite e tirar suas sonecas durante o dia. Mas isso eu já comentei, então...

Enfim, o final de semana foi ótimo! Ainda consegui encontrar meus amigos que moram em Macaé e apresentá-los ao Luquinha. Que, mais uma vez, dormiu bastante. rsrsrs Esse dorminhoco...

***




19 março 2012

Como será amanhã?

Tentei começar este post falando sobre o final de semana gostoso que o Luquinha passou ao lado da vovó Helena. Mas não consegui, pois outro assunto não para de passar pela minha cabeça. Outra hora conto sobre o final de semana. Agora quero falar sobre um assunto mais complexo, profundo e preocupante: o futuro dos nossos bebês.

Não, não quero falar sobre a faculdade, o primeiro emprego ou sobre como o mundo estará daqui a 20 anos. Quero falar sobre todas os momentos que, reunidos, formarão o caráter e a personalidade dos nossos filhos, que, daqui a 20 anos, já estarão mais do que formados nesses quesitos.

Às vezes penso que dando amor, carinho e educação para o meu filhote não preciso me preocupar com mais nada. Às vezes penso que preciso sim: as minhas atitudes serão um espelho para ele. 

Se eu falar uma coisa e agir de forma diferente, que contradiga o que o ensino, essa história pode ficar confusa. Se eu o trato com todo amor e carinho do mundo, mas trato os outros sem respeito, educação, compaixão, amizade e igualdade, essa história pode ficar confusa.
Se eu percebo um desvio de conduta nele, seja com 2, 4, 6 ou 15 anos, e ignorar por não saber o que fazer ou por achar que o assunto é complicado demais para mexer, essa história pode, sim, ficar bastante confusa.

Tem gente que acha que a responsabilidade por uma pessoa "corrompida socialmente" é da família e do ambiente em que ela vive ou viveu na sua infância. Eu acredito que isso influencie bastante. Mas acho que esse processo tem muito mais detalhes do que se pode imaginar, o que não me permite fazer este julgamento. 

Eu não tenho como prever como será a personalidade do Luquinha daqui a tanto tempo. Nem posso falar ainda sobre seu caráter. Mas, maior do que o esforço para que ele aprenda a andar, a falar e a comer todas as frutinhas, legumes e verduras da feira, será o esforço - quase natural - para que ele seja uma pessoa do bem. E eu conto com seu pai e todas as pessoas que o amam para isso. Para que ele seja rodeado sempre de bons exemplos, de boas ações e de muito amor, carinho, respeito e todas as outras características necessárias um ser humano completo!

14 março 2012

As mudanças

Luquinha entre os brinquedinhos do momento!
Luquinha fará três meses no próximo domingo e já conseguimos ver as mudanças deste mês:

- Está com força no tronco. Quando o colocamos no carrinho ele fica fazendo força para tentar levantar. Quando o deito na cama e coloco um dedo meu em cada uma de suas mãos, ele segura forte, faz força no tronco e, com minha ajuda, levanta e fica sentadinho.

- Ele responde mais às imagens e sons. Quando cantamos para ele, fica prestando atenção e se divertindo. Quando a TV está ligada, fica olhando para ela e, dependendo de quantas cores tem na tela, fica rindo.

- Segura os objetos por alguns segundos com as mãozinhas. Tem mais força na mão esquerda que na direita (acho que ele vai ser canhoto). Quando colocamos a mãozinha e o pezinho de borracha que ganhou (do irmão João Pedro e da dinda Aline, respectivamente) em sua mão, fica com eles para lá e para cá, ainda sem controle, mas já com força.

- Está respondendo também aos brinquedos. Tem um tigrezinho que ganhou da vó Helena que ele adora. Às vezes fica olhando para o tigre e rindo sozinho. Outras vezes, colocamos o tigre em cima dele e ele fica tentando levar o tigre à boca para morder.

- Está ficando manhoso. Não gosta de ficar sozinho nos cômodos e quando o colocamos no carrinho, ele começa a chorar. Insistimos, pois não queremos que ele se acostume a ficar só no colo. Às vezes o pegamos, às vezes damos bastante atenção para ele, cantamos e brincamos e ele sossega no carrinho. O tigre tem sido um parceiro nisso. rs

- A amamentação continua difícil. Eu insisto porque até a última consulta ele estava ganhando peso - e se Deus quiser continua ganhando, mas só saberemos na consulta da semana que vem -, e sei de todos os benefícios da amamentação. Mas que é complicado, cansativo e estressante, é. Isso quando é difícil. Quando ele mama direitinho, é uma benção. Ficaria horas paquerando ele daqui de cima enquanto ele mama. ;o)

- Está cada vez mais claro que ele reconhece papai e mamãe e nós adoramos!

Visita dos meus amigos e do tio Rafa à casa nova!

Visita dos vovós, tios e dindos à casa nova!

Visita das tias corujas!


Primeiro almoço fora do Luquinha, com os papais, a prima Bia, tia Vê e tio Victor!


Com a vó Helena, os tivós e os primos!

09 março 2012

Soninho

Luquinha se acostumou a passar calor o dia inteiro, dormir no ar condicionado e no carrinho.

Agora Luquinha passa o dia no fresquinho, temos que fechar a janela para ele não passar frio à noite e ele dorme no berço.

Por isso está acordando duas vezes na noite, quando antes estava acordando uma só.

Mas ele se acostumou também com o horário de verão e isso pode ter influenciado na rotina.

Luquinha aprendeu a avisar quando está com soninho e quer tirar uma sonequinha. Chora aquele choro manhoso. É colocado de lado, com chupeta e fraldinha agarrada. Dorme em segundos.

Para as mamães que estão com problemas no sono do bebê, a dica que eu dou é uma só: rotina.

Comprei o livro Nana Nenê e qual não foi minha surpresa ao ver que eu já fazia tudo o que eles indicavam - e não fazia o que eles não indicavam.

Nada de balançar o bebê, nada de estimulá-lo com fatores externos que não permanecerão com ele por toda a noite. Chupeta, paninho e bichinho pode (cuidado com os panos para não sufocar). Não pode balançar, andar de carro e deixar o bebê dormir no lugar que ele não permanecerá depois. Bebês não gostam de dormir num lugar e acordar em outro (mas há exceções como quando saímos à noite com ele).

Banho à noite é o que há. Logo na primeira semana quando, seguindo dicas da Encantadora de Bebês, escolhemos dar banho nele à noite, ouvimos críticas, pois "o bebê poderia ficar doente". Bem... Não no RJ. Não se você fecha bem as janelas e portas para não entrar vento. ;)

O banho à noite relaxa e prepara o bebê para dormir. Depois do banho ele já sabe que está na hora de ir para a cama. Quer dizer, para o berço.

Shantala (massagem para bebês) antes do banho também ajuda. Se for todo dia melhor ainda, pois passa a fazer parte da rotina.

No mais, basta prestar atenção nos sinais de sono dele. :)

Luquinha dorme às 20:30 mais ou menos. Mesmo quando estamos na rua e temos que muda-lo do carrinho para o berço, o sono é diferente do sono de dia. É profundo.

Ele acorda às 2h e às 5. Nosso trabalho agora é tentar passar de duas para três e de cinco para seis. ;)

Vou lá que tem alguém acordando da sonequinha! <3

06 março 2012

Mudada ;)

Sim, desde quinta-feira passada estou oficialmente MUDADA! Bem... Mudada estou mesmo desde o dia 18 de dezembro de 2011. Mudada e mudando a cada dia. Mas na quinta-feira passada mudei de fato. Desta vez, de endereço. Para um bairro mais fresco (é do tempo que estou falando, embora eu já tenha percebido que o sentido figurado se encaixa bem em algumas partes da vizinhança) e com mais familiares nos arredores (afinal de contas, esse foi o fator principal para motivar a mudança).

Luquinha se comportou bem durante a mudança, mas o que estamos sentindo mais são as noites, que antes estavam bem estabelecidas com uma acordadinha só às 3 da manhã. Agora, demos alguns passos para trás, para dar um passo maior à frente: saímos do conforto do carrinho no quarto dos pais para o berço "imenso" no  seu próprio quiarto. Pode não ser nada demais para a gente, mas com certeza ele está sentindo. Acordou duas, três, até quatro vezes nas últimas noites. De ontem para hoje foram só duas. Espero que estejamos reduzindo mesmo.

Mas, ainda assim, não me vejo no direito de reclamar, já que tem sido no mááááximo de três em três horas (fome ou frio... ou ainda o grande berço mesmo - grande não é, mas é maior que o carrinho né).

A agitação também pode estar influenciando. Como o Igor estava viajando nos primeiros dias de casa nova, acabei saindo mais do que o comum: supermercado, supermercado, casa da vovó Lucimar, padaria etc. A isso, ele terá que se adaptar, pois já pode sair e eu preciso fazer as coisas na rua, né. =)

Sobre a casa nova... estamos felizes. Principalmente porque aqui bate um vento gostoso, não tem sol da tarde e Luquinha está felizzz com isso. Calor é uma das coisas que eu posso tirar da lista de "motivos do chororô". rsrsrs

Sobre mim... Dois dias antes de nos mudarmos, tive febre e comecei com uma dor de garganta que só passou ontem. Hoje ainda estou tomando xarope, mas já não sinto mais dor. Essa dor de garganta resultou em quase uma semana de noites mal dormidas. O que levou ao aumento das minhas olheiras. E diante de tuuuudo o que aconteceu nessa última semana, acredito que minha alimentação tenha sido influenciada (mais exercícios do que comida - abre caixa, fecha caixa, joga fora caixa, coloca roupa no armário, muda sofá de lugar etc), o que levou à preocupação por parte da família (minha mãe, minha tia, minha madrinha, minha prima... todas preocupadas. Minha tia chegou a falar que eu parecia uma daquelas mulheres dos campos de concentração ... :p Sim, eu estava mesmo muito abatida, magra e as olheiras deixavam tudo com uma aparência pior... Mas já estou melhorando, numa dieta de engorda e com mais descanso).

Ainda estamos sem internet - sim, estou roubando a internet sem fio do vizinho -, então os posts serão com menos frequência até que a NET resolva trabalhar.

Cansados, mas felizes. É assim que eu e maridão estamos nos sentindo. ;)
Finalmente a mudança aconteceu!

01 março 2012

Mudança

Aos trancos e barrancos - e porque somos muito insistentes - nossa mudança está marcada para hoje. Há mais de uma semana nossa casa é só caixa espalhada para tudo quanto é lado! É caixa, é carrinho, é sacolão plástico, é coisa da Tangerina... Tudo num apt pequeno! Pode imaginar? Para completar, esse calorão!

Mas se Deus quiser hoje ainda dormiremos na casa nova! :)

Não vemos a hora!!