06 janeiro 2012

Eles sentem tudo !!!


Nesta quarta Igor voltou a trabalhar. E minha ansiedade aumentou um pouco porque estava com medo de ficar sozinha em casa com Luquinha. Não em condições normais, mas porque emergências acontecem, né. Apesar da ansiedade, era o que eu queria. Não queria ir para casa de ninguém ou que alguém viesse para cá. Gosto da minha independência e considerei normal minha ansiedade, já que seria a primeira vez que eu ficaria sozinha em casa com o meu filho. Digo "com o meu filho" porque já fiquei sozinha com bebês (DOIS) em casa na época que era babysitter dos gêmeos, nos Estados Unidos. E era tranquilo. Tudo bem que na época eu tinha 18 anos e não me preocupava tanto com as coisas como me preocupo hoje, com 26. E eles tinham 11 meses quando comecei a trabalhar com a família e não 2 semanas, como o Luquinha tem.

Então, o Luquinha que é esse anjinho que sempre falo aqui, mudou seu comportamento. Além de ter acordado 4 vezes na noite de quarta para quinta - quando o normal é acordar duas -, chorando - quando o normal é não chorar, mas ranhetar para dizer que está com fome -, ontem ele ficou o dia todo com gases e dor e chorando mais que o comum. Eu mantive a calma e, ainda assim, não foi tão difícil porque não era aquele choro que não para por nada. Quando eu andava com ele no colo, balançando, ele parava. Ou quando pegava ele do jeito que o pai pega, segurando-o no ar, na minha frente e balançando.

Cuidei para que minha alimentação não saísse do normal que tenho comido. Pão integral, queijo Minas, geléia de morango, leite integral, carne moída, arroz integral, abóbora, cenoura, cereal sem açucar, mamão, ameixa e muita, mas muita água mesmo.

No final do dia ele foi melhorando. Não chorou no banho, mamou bem depois disso e tivemos uma noite tranquila novamente. Hoje ele também está melhor, sem dor, dormindo e mamando bem.

Mas o que eu queria falar mesmo é como é incrível que tudo que acontece comigo interfere nele. É claro, muitas das coisas por causa da amamentação. Mas a sensação que eu tenho é que ele sente quando estou com medo, ele sente quando estou estressada, ele sente quando estou feliz, ele sente tudo!

Não tenho do que reclamar. Mesmo em seu dia mais difícil, que foi ontem, ele ainda foi tudo de bom, facilitando muito as coisas para mim. Tive tempo até de voltar a ler o meu livro e escrever no meu diário. Tive tempo de entrar no Facebook e falar com meus amigos, tirar e mandar fotos e vídeos para familiares... Ele é um lindão.

Um comentário:

  1. É mesmo! Tá parecido com o Igor nessa foto! Hihihi Luquinha é um fofinho!! :)

    ResponderExcluir