30 outubro 2011

Sintomas comuns - 2a metade da gestação

Graças a Deus, as estrias não apareceram ainda. As contrações de Braxton Hicks aparecem de vez em quando, mas não são frequentes. Não tenho sentido sintomas maiores, só os comuns, que, inclusive, já me acompanhavam antes da gravidez, mas com menos intensidade. Ainda não tive nenhum inchaço, pelo menos não visivelmente.

33 semanas

Completei hoje. Agora, oficialmente, faltam sete, o que significa menos de dois meses. :) Ontem fui visitar o Felipe - filho da Cris e do Lernart, que são cunhados do meu cunhado - que completou ontem mesmo uma semana de vida e é um fofinho! Será amiguinho do Lucas também e terão a mesma idade. Em todos os lugares que vou visitar os bebês, aproveito para tirar o máximo de dúvidas que posso. Ontem perguntei coisas sobre amamentação, sobre o que fazer se o bebê engasgar, sobre o parto e outras coisas.

Conselhos são sempre bem vindos, mesmo que a gente não os utilize. Mas no caso da Cris e do Lenart, eles já têm um filho de cinco anos, o Thiaguinho, que, além de lindo de morrer, é super educado e, sem dúvida, um exemplo de como a gente quer que o Lucas seja. Então, o conselho deles acaba super importante para mim.

***

Aproveitei o final de semana para dar uma adiantada nas coisinhas do Lucas. Ontem passei as últimas roupas que estavam já lavadas e precisávamos guardar. Agora, tem pouquinhas roupas para lavar, só as que ganhamos no chá de fraldas. Também aproveitei para montar a cadeirinha que a Fê deu de presente para o Lucas, da Fisher Price. Ficou linda! Ela é super colorida e tem tema de bichinhos, como as outras coisas dele. Olha como ficou:


Hoje aproveitei também para arrumar a mala da maternidade (do Lucas, porque a minha e do Igor posso deixar para arrumar mais em cima da hora). Estava tão ansiosa para fazer isso, esperando há tanto tempo. E até esperaria mais, mas nesse final de semana foi a primeira vez que me senti um pouco insegura de ficar em casa sozinha, sem o Igor. Ele tem ficado bastante em casa, o que tem sido perfeito. Mas com o fim da gravidez se aproximando, acabei me sentindo um pouco vulnerável de ficar sozinha. 

Nada que tenha me deixado triste ou super preocupada, mas fez com que eu me planejasse para algumas coisas, como arrumar a mala da maternidade dele, para não ficar como uma louca em cima da hora, e fazer uma lista das pessoas que preciso ligar quando isso acontecer, caso o Igor não esteja aqui.

Aí tirei as coisinhas de dentro do armário que já estavam lavadas e passadas. E senti aquele cheirinho delicioso de bebê. É muito gostoso mesmo, né!! Dá uma olhada:


A mala está arrumada, mas faltam alguns detalhes, como touquinha, que ainda não temos, luvinha, que não temos também... E duas mantas. Como minha sogra está fazendo uma, só tenho que me preocupar em conseguir mais uma. Coube tudo na mala da Kipling que compramos na viagem do enxoval. Tanto as roupinhas dele, como as mantinhas, coeiros, fralda RN e outros detalhes. É muita roupa, mas no site (Baby Center) estava explicando que é só para não ficarmos na mão em imprevistos. Ele não deve usar tudo aquilo.

E agora a ansiedade aumenta mesmo, né, porque, por mais que ainda faltem sete semanas, a partir de amanhã eu posso dizer que "o Lucas nasce mês que vem". rs E tudo e todos estão prontos para sua chegada! <3

28 outubro 2011

Mensagem para o Lucas...

... e para todos nós! Espero que ele tenha plena noção disso todos os dias de sua vida. ;) Depende de nós.




27 outubro 2011

Chás de Fralda do Lucas !!!

Ufa! Só hoje, quarta-feira, três dias após o final de semana, consegui parar para olhar as fotos dos chás de fraldas do Lucas, que aconteceram no último final de semana. Em primeiro lugar, gostaria de deixar regitrado aqui o meu agradecimento à presença de todos os amigos e familiares que estiveram conosco. Sem dúvidas, as fraldas foram extremamente bem vindas, mas o que eu achei mais importante foi ter tido a oportunidade de reunir as pessoas mais especiais das nossas vidas - como no nosso casamento - em dois dias de festa. Mesmo sem poder dar atenção a todos como eu gostaria, fiquei feliz em vê-los e em lembrar que vocês estarão sempre por perto!

Ganhamos muitas fraldas e acredito que não precisaremos nos preocupar com esse gasto por meses. Além do gasto, principalmente nos primeiros meses, é legal termos este estoque em casa para não precisarmos sair correndo para comprar porque acabou... Já estaremos "enrolados" com tantas novidades que teremos que aprender. Imagina ter que correr atrás de fralda, às 2 da manhã, porque acabou!

Para que todos pudessem comparecer, fizemos dois chás, um para meus amigos e familiares e outro para os amigos e familiares do Igor. Sem dúvida, seria perfeito se conseguíssemos reunir todos em um só evento, como precisará acontecer nas próximas comemorações - como meu aniversário, aniversário do Igor, aniversário do Lucas etc. Mas, neste caso, eram dois polos bem definidos: a maior parte dos convidados na Ilha e a maior parte dos convidados na Zona Sul e redondezas.

E, apesar de ter sido super cansativo para mim, para o Igor e para minha mãe, que esteve nos dois chás, deu tudo certo! Tivemos ajudas da Fê e da Ana, que fizeram os brigadeiros deliciosos de copinho no sábado, a minha mãe, que fez sala para os convidados no sábado nos ajudando e no domingo fez caldinho de feijão com a ajuda do Igor e os docinhos - beijinho de coco, brigadeiro e um doce de banana com doce de leite que fez o maior sucesso -, da Tia Lucimar, minha sogra, que fez o empadão delicioso do domingo, além da torta de recheio básico, com a receita da minha avó - meu bolo preferido desde criança, ajuda da Thais, prima do Igor, que ajudou a tia Lucimar a arrumar tudo lá em cima, no terraço, para o chá de domingo... Foram muitas ajudas e todas muito bem vindas!!! =)

Fiz algumas colagens com as fotos dos chás para guardar de recordação no blog:







16 outubro 2011

Barrigão



Eu sei, agora o tempo vai voar. Completei sete meses no dia 13 e hoje completo 31 semanas. Agora, oficialmente, faltam dois meses para o Lucas nascer. Essa semana tive minha primeira contração. Fiquei um pouco assustada, mas lembrei que duas amigas tinham me falado a respeito disso. Pode ser comum ter essas contrações a partir do quinto mês. Depois entrei na internet e li mais. Chamam-se contrações de Braxton Hicks, uma espécie de preparação que o útero faz para a hora do parto. Não senti dores, mas minha barriga endureceu. E é engraçado... na mesma hora pensei em caminhar um pouco pela casa e beber água. Nunca tinha lido a respeito disso, depois li que é exatamente isso que deve ser feito... Coisas que só Deus e a natureza conseguem explicar.

Finalmente comecei a sentir o que as pessoas falam desde o início da gestação: a vontade de fazer xixi toda hora. Pode ser um gole d´água, mas já é o suficiente para lotar a "reserva" e me fazer ir ao banheiro.

As estrias ainda não apareceram - ah, meu Deus, e eu espero que elas não apareçam!! rs -, a disposição está maior, por incrível que pareça. O fato de eu estar em regime de alimentação especial nas últimas semanas tem ajudado, pois acabei emagrecendo um pouco e me sentindo mais disposta.

Mas não quero voltar para a natação... só teria mais duas semanas, de qualquer forma, porque resolvi não pagar o mês de novembro. Mas vou trocar a natação por caminhadas, assim tenho mais controle sobre o que está acontecendo com meu corpo na hora do exercício. Agora quero ficar atenta a todos os sinais que ele me manda.

Foram ótimos esses meses de natação. Não sei se vou voltar para ela depois que o Lucas nascer porque não aguento de saudade das minhas corridas, mas, sem dúvida, ela é sempre uma opção (mais) saudável.

Na última semana eu comecei a sentir umas caimbras. Cheguei a ficar com a perna machucada por alguns dias, doendo eu quero dizer. Foi quando liguei para a médica e ela disse que poderia ser falta de cálcio ou de vitamina B12. Gastei uma grana na farmácia com novas vitaminas, mas valeu a pena. Não tive mais caimbra desde então.

O quartinho do Lucas está todo prontinho, assim como suas roupas. A cadeira da maternidade, que ganhamos dos meus cunhados de presente, já chegou. Só não desembalamos ainda para não pegar poeira, porque ela é toda branquinha. Quero comprar uma manta para colocar por cima.

Os preparativos para o chá do Lucas também estão encaminhados.

A única coisa, dessa preparação toda dos últimos meses, que ainda não fiz foi arrumar a mala da maternidade. Sei que é importante porque se acontecer algum imprevisto vai ser complicado o Igor conseguir encontrar tudo para colocar dentro dela. Mas sei também que se eu deixá-la pronta, vou ficar, automaticamente, mais ansiosa. E eu não quero. Então vou deixar para fazer isso quando completar oito meses.

Aliás, estava pensando esses dias... não sei porque, tenho a impressão que o Lucas vai nascer no dia 13 de dezembro. Só um chute... Toda hora essa data me vem à cabeça. Ontem minha sogra perguntou quando é a lua cheia de dezembro. Ela começa no dia 10, sábado. Dia 13 cai numa terça-feira. Vamos ver... Também ainda não sei se quero cesárea ou normal, então...

Acho que, por agora, essas são todas as novidades. Tenho que fazer os exames de sangue essa semana, pois minha próxima consulta é na sexta-feira. Depois conto aqui como foi.



12 outubro 2011

Sétimo mês

Amanhã completo sete meses de gestação. Agora falta pouco tempo. Já marcamos o chá de bebê e o quarto está pronto. As roupas todas estão lavadas e quase todas passadas. O próximo passo é deixar a mala da maternidade pronta. Mas estou adiando um pouco essa tarefa, senão, depois que ela estiver pronta, minha ansiedade vai triplicar. Já confirmamos também se está tudo certo com o plano de saúde para o parto e agora que falta pouco tempo, estou começando a pensar mais em como será - normal ou cesárea. Não que seja uma decisão só minha... É mais da vida do que minha, na verdade, mas é bom eu saber o que quero.

Os sites sobre bebês (Baby Center, Bebê.com.br, Crescer etc) estão me entupindo de informações. Informações essas que também estão disponíveis nos livros que estou lendo durante a gravidez (O que esperar quando você está esperando e Os segredos da encantadora de bebês). Então, na teoria, já sei tudo sobre amamentação, como acostumar o bebê a dormir na hora certa, qual o momento ideal para inserir água e alimentos sólidos na alimentação do Lucas e todas as outras coisas que precisarei saber nos primeiros meses.

Solicitei também, é claro, a ajuda da minha mãe, pelo menos na primeira semana de vida do Luquinha. Pelas informações que eu tenho colhido com as mães ao meu redor, é primordial a ajuda dela ou da minha sogra - ou das duas - durante esse início. Mais ainda se o parto for de cesárea.

Na semana passada estive no Chá de Fraldas do Pedro, filho da Bia. Estava tudo lindo e foi muito legal! Essa preparação, essa reunião, todo mundo esperando o bebê chegar... tudo muito emocionante! :o) O Chá do Lucas é na semana que vem e eu não vejo a hora de ver todo mundo reunido assim! Fiz uma foto com os docinhos, que tinham toda essa decoração muito fofa de bebê!


02 outubro 2011

Consulta e outros

Na sexta-feira estivemos, eu e Igor, no consultório da minha médica para mais uma consulta de rotina. Levei minhas últimas ultras - ecocardiografia, dopler e obstétrica -, tiramos minha pressão, ouvimos o coração do bebê e - tcharam - checamos meu peso. Duas coisas:

1a Ela ficou impressionada com os 6kg que ganhei no último mês. É claro. Eu também fiquei, mas estava curtindo tanto meus docinhos, pães etc, que uma coisa acabou ganhando mais atenção que a outra. Disse que é provavelmente por isso - também - que eu estou me sentindo mais cansada e que eu preciso urgente parar de comer besteiras e fazer uma dieta balanceada. Como a consulta foi na sexta-feira e hoje é domingo, é claro que eu já entrei na "dieta" há três dias e já me sinto menos pesada, apesar de não ter emagrecido (o que eu acho difícil de acontecer nesta altura, mesmo que eu me comporte, pois é a hora do Luquinhas crescer).

2a No dopler ela viu alguma coisa que eu não me lembro o nome agora (incisura, se eu não me engano), que indica uma propensão a pressão alta. O que não me surpreende, pois minha mãe tem pressão alta desde a primeira gravidez. E meu pai tem pressão alta também, então é uma coisa que uma hora ou outra eu vou ter. Ainda não tiver, graças a Deus, e espero que não seja agora a primeira vez, mas a importância de seguir a dieta restritamente aumenta ainda mais - e principalmente - por causa disso. Fora o exame para diabetes, que ela pediu agora e eu ainda não fiz. Vou deixar para fazer daqui a duas semanas, depois de desintoxicar o meu corpo com todos aqueles biscoitos recheados, pães, pizzas etc.

Mas, no mais, está tudo bem comigo e tudo muito bem com o Lucas! ;) O importante é continuar fazendo minha natação todos os dias e cuidar da alimentação.