14 setembro 2011

Eu espero (eu vou trabalhar para) que...

O Lucas seja uma pessoa do bem, que não faça mal a ninguém, que ame os animais, que seja caridoso, que tenha compaixão, que seja solidário, que trate todas as pessoas de forma igual, que não tenha preconceitos e que trate todos com respeito;

Que ele tenha amigos de verdade, que aprenda com as derrotas, que viva muitas vitórias, que caia sem se machucar muito e aprenda a levantar sozinho - mesmo tendo a mamãe e o papai sempre que possível por perto para ajudar;

Que ele saiba dar valor ao que realmente importa na vida, que ele não tenha vergonha de dizer "eu te amo", que nunca diga para ninguém "eu te odeio", que valorize seus pais, seus avós e sua família, que aprecie o nascer e o pôr do sol e todas as coisas "pequenas", que o dinheiro não compra;

Que ele saiba adequar suas expectativas para que possa ter muito mais momentos felizes que tristes, que poucas promessas feitas a ele não sejam cumpridas e que muitos dos seus sonhos sejam realizados;

Eu espero que o Lucas absorva somente a bondade das pessoas, que ele ignore a energia e as palavras negativas, que ele acredite em Deus, que ele tenha interesse no conhecimento, que seja justo, que não julgue, que não grite - e não precise gritar.

Que ele seja carinhoso como seu pai, que goste de ficar com a família tanto quanto ele, que seja honesto como ele é, que seja ainda desapegado das coisas materiais, que seja querido por muitas pessoas, que tenha um trabalho digno, que não se meta em encrenca e que tenha um coração tão grande.... como seu pai.

Eu poderia dizer que eu espero que ele goste de futebol, coma muitas frutas e legumes, que ele goste e pratique esportes, que ame praia, que não goste de Mc' Donalds, que ame estudar, ler livros etc. E eu realmente gostaria que tudo isso fosse dessa forma. Mas nenhuma dessas coisas é tão importante quanto às citadas anteriormente. Todas as coisas citadas anteriormente são praticamente obrigatórias. Se não se nasce assim, se aprende a ser assim. Mas eu arriscaria dizer que é inaceitável que seja diferente.

E eu espero que ele se transforme nessa pessoa do bem de forma natural. E quem não espera, certo?

4 comentários:

  1. Julinha, morri de rir com seu post, bem sério em alguns momentos, mas bem engraçado em outros. Isso é o que toda mãe e pai desejam, mas não escrevem, legal vc. postar tudo isso. Quanto ao Mac Donalds, refrigerantes e outras coisas mais vão depender mais de vocês do que dele, se vcs. não "apresentarem" essas coisas ele não vai querer. Bia não toma nenhum tipo de refrigerante ou bebida gasosa, não foi habituada, evitem dar "porcarias" para ele. Eu desejo mais que tudo que ele seja "bom sem ser tolo", isso acho que resume bem tudo que vc. disse acima, mas acho mesmo que será dificil ele ser um cara "incorreto", o exemplo é tudo, e isso vcs. tem de sobra para dar. Te amo. Beijo amor, vc. esta cada dia mais "MÃE" e mais linda.

    ResponderExcluir
  2. Filhota, Quando queremos algo de verdade e seguimos firme nesse propósito, é 99,9% de chance que ele se cumpra. O abraço na hora certa, a mão apertada para dizer "estou aqui", o "eu te amo", a palavra "NÃO" todas as vezes que for preciso, a pergunta: Quer conversar? e o dia a dia dos exemplos paternos, vai fazer o Lucas o ser que você imagina. Pois foi assim que nós educamos você e o Rafa e foi assim que o Seu Luiz e a Lucimar educaram o Igor e o Luiz. Não foi com o dinheiro comprando tudo que queriam e nem com liberdade total, podendo fazert o que bem entender. A educação, o carater e o carisma foi uma sementinha plantada por nós e regada diariamente. Hoje, olho suas palavras e seus desejos e digo intimamente: CONSEGUI! Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  3. Meninas, adorei os comentários de vocês! Ainda mais sendo super mães como são! Tudo é muito bom, tudo é muito lindo, mas essa é a parte mais difícil, né! :) Eu espero que não seja tanto quanto as pessoas falam. Espero que seja natural, que ele veja a gente sendo do jeito que a gente é e absorva tudo. Porque a gente não é perfeito, é claro, mas somos do bem, né. rs Amo vocês!!!

    ResponderExcluir
  4. Vc. disse tudo... SOMOS DO BEM e isso é o principal. Com certeza ele vai absorver muito, mas muito terá que ser ensinado, repetido e repetido, mas, mesmo que vc. ache que não, lá esta, fica gravado e quando necessário aparece. Obrigada pelo "supermães". Educar é MUITO, MUITO, MUITO dificil, mas o principal é determinação, vontade, tolerância ao extremo e amor.... muito amor. bjo amoreco.

    ResponderExcluir