05 maio 2011

Vamos falar sobre dezembro... Mas já? Não... ainda!

Porque os meus pensamentos têm ido muito além ao parto e à gravidez! Já tenho pensado na creche, na alimentação do bebê, na educação... O parto é perto para quem tem pensado tão longe! Hoje tive minha segunda consulta com o obstetra. Está tudo bem com o baby, o que já sabíamos pela ultra. Está tudo bem comigo também. Mas tem uma coisa... O médico soube hoje que não estará aqui entre 7 e 19 de dezembro. E 19 de dezembro é a data prevista do meu parto.

Eu não estou apegada a ele, porque ele não era meu médico antes da gravidez. Mas eu e o Igor gostamos demais das duas consultas, sentimos segurança no médico e afinidade! Ele não nos deixou sem opção. Disse que, caso nossa opção fosse a cesária, poderíamos continuar com ele, pois agendaríamos a partir da 38a semana. Saímos de lá confusos: gostamos tanto dele, mas não sabemos se queremos cesária. No tempo entre o consultório e o meu trabalho, não conseguimos decidir nada. Para o Igor, a cesária pode ser uma boa opção, porque assim ele pode se programar para estar aqui. Vai que minha bolsa estoura quando ele estiver em Nova York ou em Paris... Não conseguiria acompanhar o parto.

Cheguei no trabalho e conversei com minhas colegas grávidas. Elas me apoiaram a buscar um novo médico, caso optemos pelo parto normal. Essa é a opção delas.

Lembrei que a Cla, uma amiga, tinha colocado no Facebook algo sobre parto normal - e quando contamos para ela que estávamos grávidos, ela nos deu uma explicação bem completa e interessante sobre essa opção! Fui lá ver o que era. Foi este artigo: http://colunas.epoca.globo.com/mulher7por7/2009/08/21/quem-tem-medo-de-parto-normal/.

Ou seja: já encarei como um sinal a favor do parto normal. O que significa que, a princípio, estamos mais uma vez sem obstetra... Mas não é simples, não é uma decisão fácil e tem que ser tomada a dois. Então muita água ainda vai rolar sobre esse assunto!

3 comentários:

  1. Essa é a pior decisão ao longo dos 9, quase 10 meses de gestação... cesárea ou normal. Dizem que "mãe parideira é meio caminho para filha ser tb parideira", pensando assim, não será seu caso. O parto normal tem uma recuperação sensacional, mas não é planejado, pode levar muito tempo, é uma ansiedade na espera... tudo isso deve ser levado em conta. No seu caso com Igor viajando o melhor seria o parto marcado mesmo né, para conforto dele, mas essa decisão meu amor é somente sua, ninguém deve opinar. Bjo e boa sorte na gravidez, no blog e em tudo mais na sua vida.

    ResponderExcluir
  2. Dinda, obrigada pelos conselhos! Vou ter que conversar muuuuuito com o Igor, pesquisar muuuuuiiitooooo na internet e com todas as fontes possíveis sobre as vantagens e desvantagens de cada uma das opções para poder, então, decidir. Só não posso esperar muito, porque queria um obstetra que acompanhasse tooooda a minha gestação. Vamos ver, né. rs Qnd tiver novidades, te conto! Ah, entrei no seu blog para responder seu comentário por lá, mas vi que vc não tem atualizado!! Atualiza, dindaaaa!!! :) Bjsss

    ResponderExcluir
  3. É verdade, vou atualizar, faz tempo que não escrevo. bjo.

    ResponderExcluir